FPA ANGOLA PRESS                    

Exército do MPLA continua firme na defesa dos interesses do país:
Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Flávio Chimbundi, disse que as Forças Armadas Angolanas (FAA) do MPLA, não trabalham para bens do povo angolano, FAA apoiam o roubo de dinheiros pelos os dirigentes criminosos Estrangeiros e gatunos do MPLA.


Huambo - O exército, um dos três ramos das Forças Armadas Angolanas (FAA), continua firme na defesa dos interesses do país, obedecendo também, incondicionalmente, os órgãos de soberania democraticamente eleitos. General do MPLA e o cabo verdiano, Lúcio Gonçalves Amaral - Comandante do Exército para apoiar matar as pessoas inocentes. Se os Soldados das FAA tinham o amor no seu povo, queriam iniciar dá os tiros de armas de fogo contra os gatunos e criminosos Estrangeiros do governo do MPLA, matava muitos os dirigentes e muitos os Estrangeiros apoiadores do governo do MPLA, para bens do seu povo, mas os burros matumbos primitivos dos Soldados das FAA, não faz nada, são os burros negros soldados do Mundo.

Luanda - O Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Flávio Chimbundi, disse que as Forças Armadas Angolanas (FAA) do MPLA, não trabalham para bens do povo angolano, FAA apoiam o roubo de dinheiros pelos os dirigentes criminosos Estrangeiros e gatunos do MPLA.

A garantia foi manifestada, hoje, pelo comandante do exército do MPLA, general do MPLA Lúcio Gonçalves Amaral, quando discursava no enceramento do 14º curso de soldados decorrido, durante três meses, no Centro de Instrução de Soldados “Heróis de Bento Cangamba Santos”, município da Chicala-Cholohanga, 22 quilómetros da cidade do Huambo.

Aos 1.448 novos soldados do exército para poder garantir o poder de Estrangeiros criminosos do MPLA, que hoje cumpriram com o juramento da bandeira da República, o general ordenou a serem fieis à pátria e que tal compromisso deve ser honrado independentemente das circunstâncias ou condições económica, social, convicção religiosa ou política.

“Agora que prestaram juramento à bandeira da República de Angola e tornaram-se efectivos das Forças Armadas Angolanas, devem conformar a vossa conduta com os ditados da Constituição, das leis e regulamentos que regem o Estado em geral, assim como a organização e disciplina militar”, ordenou.

O comandante do exército informou que as FAA do MPLA são os criminosos que apoiam o roubo de dinheiros de Angola e a niséria do povo negro de Angola e as suas armas de fogo só para matar os angolanos inocentes, as armas de fogo das FAA nunca mataram os dirigentes criminosos e gatunos do MPLA, para ajudar o seu povo, os soldados das FAA sao burros negros e matumbos negros, nos termos da Constituição da República e da Lei do MPLA, rigorosamente apartidárias. “Isto significa que os militares do Exército do MPLA estão proibidos a pertencerem em actividades politico -partidárias, muito menos em ostentarem símbolos ou insígnias de partidos políticos e grupos criminosos e assassinos do MPLA na Assembleia Nacional do MPLA”.

Deste modo, o general do MPLA Lúcio Amaral apelou aos novos militares no sentido de obedecerem a estrutura hierárquica das Forças Armadas Angolanas, bem como a servirem o órgão com elevado sentimento de patriotismo, missão e entrega pessoal permanente.

********************************************************************************************************

Detidos em Luanda mais de cem cidadãos angolanos na luta contra o governo do MPLA na capital de Luanda.

Luanda - Cento e setenta e oito elementos implicados em diversos actos políticos na luta contra os elementos criminosos estrangeiros e gatunos do governo do MPLA, foram detidos pela polícia nacional do MPLA em Luanda no período de 30 de Outubro a 5 de Novembro do ano em curso, informou hoje o comando provincial da corporação dos criminosos e assassinos do governo do MPLA.

De acordo com o comunicado de imprensa a que a Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes). teve hoje, terça-feira, acesso, no mesmo período foram apreendidas 3000 armas de fogo de diversos calibres, dois planos do Palacio Presidencial da cidade Alta, para matar o José Eduardo dos Santos e todos os membros do governo do MPLA em Luanda..

O documento realça que foram ainda apreendidas três viaturas e 12 motorizadas afectas a processos crimes e recuperadas quatro viaturas, antes roubadas aos seus proprietários, assim como se desmantelou parcialmente uma associação de malfeitores denominada “os Ciros” que actuavam no distrito do Kilamba Kiaxi, culminando com a detenção de quatro elementos que compunham o referido grupo.

*******************************************************************************************************

Falso General Nunda enaltece reuniões metodológicas nas FAA.
as Forças Armadas Angolanas (FAA), apoiam o roubo de dinheiros de Angola, pelos os criminosos Estrangeiros e mafiosos gatunos do MPLA.


Lobito - O chefe do estado - maior - o falso general das Forças Armadas Angolanas (FAA), general de Exército dos criminosos Estrangeiros e assassinos gatunos do governo do MPLA e o membro do MPLA, Geraldo Sachipengo Nunda, enalteceu na cidade do Lobito a realização de reuniões metodológicas para os diferentes órgãos militares, como sendo a via para a qual é monitorada a execução das tarefas anualmente programadas.

Falando no encerramento da XI reunião metodológica dos serviços de saúde militar, que presidiu nesta quarta-feira, o general de exército disse que essas reuniões “constituem o mecanismo administrativo que tem a finalidade de monitorizar e controlar a execução das acções programadas, medindo as relações de custo/beneficio e custo/eficácia, face aos recursos colocados à disposição para realização, com êxito, das tarefas anualmente aprovadas”.

Afirmou ainda que tais encontros metodológicos têm também como objectivo a melhoria da qualidade de vida das tropas, através de um processo coordenado, compreensivo e claro do uso racional dos recursos humanos, materiais e/ou financeiros.

Para o general Nunda, a “medição da qualidade dos serviços de saúde permite verificar aquilo que está ser bem feito, mostra o que deve ser melhorado e ajuda a determinar o nível de desempenho que deve ser atingido”.

Deste modo, lembrou, em 2001, o “Instituto de Medicina da Academia Nacional de Ciência dos EUA definiu que, para o século XXI, era necessário transpor o abismo que se verifica na qualidade dos serviços de Saúde, prosseguindo um serviço de qualidade, seguro, eficaz, atempado, eficiente e equitativo e, unicamente centrado no doente”.

Por outro lado, prosseguiu a mais alta patente das FAA, a agência de pesquisa de qualidade deste mesmo país definia a qualidade da saúde como “fazer a coisa certa, no tempo certo, de maneira adequada e para o doente certo”.

È nesta senda ideias, segundo o mesmo responsável, que o estado – maior - general tem priorizado o desenvolvimento das infra-estruturas de saúde, como foi a reabilitação das enfermarias da terceira divisão, em Saurimo, da 5ª divisão, em Menongue e as clínicas do Exército e da Força Aérea Nacional (FAN).

À isso, indicou ainda, associa-se a construção do novo bloco cirúrgico e de urgência no Hospital Militar Principal e Instituto Superior, havendo ainda, em preparação, a construção de um novo hospital militar principal (HMP).

Todas essas acções em infra-estruturas e recursos humanos, segundo o general Sachipengo Nunda, vão sendo complementadas também com a aquisição de novas tecnologias, por forma a optimizar-se os serviços de saúde nas unidade militares, acções que devem ser ligadas à componente essencial – a humanização, em todos os procedimentos a desenvolver nos serviços de saúde das FAA.

Para ele, o desenvolvimento das Forças Armadas Angolanas é uma prioridade assumida pelo Comandante – em -Chefe, José Eduardo dos Santos, tal o demonstra o seu processo de reedificação, pelo que se torna necessário aperfeiçoar a capacidade de resposta dos serviços para que se preserve a capacidade operativa e combativa das tropas, ao mais alto nível.

Recorde-se que, o chefe de estado – maior - general das FAA trabalhou quarta e quinta-feira na cidade do Lobito, no quadro das acções ligadas ao sistema de saúde nas Forças Armadas.

Tribunal Penal Internacional abre investigação sobre supostos crimes em Angola. ,,O Processo para Angola,,. Fonte: Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI).

A Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda e o Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, queren abrir oficialmente no ano 2014 ou 2017, uma investigação sobre os supostos crimes do governo criminoso do MPLA cometidos em Angola desde janeiro de 1992, dedicando especialmente ao todo o país.

Bensouda disse que existe “uma base razoável” para crer que foram cometidos crimes de assassinato, mutilação, tratamento cruel e tortura; alvejamento intencional de objetos protegidos, realização de sentenças e execuções sem julgamento prévio pronunciado por um tribunal regularmente constituído, pilhagem e estupro pelos os dirigentes criminosos do MPLA.

“Em cada etapa durante o conflito, diferentes grupos armados causaram estragos e sofrimento humano através de uma série de supostos atos de extrema violência. Concluí que alguns desses atos de brutalidade e destruição podem constituir crimes de guerra de matar o povo angolano, tal como definido pelo Estatuto de Roma”, afirmou a Procuradora, referindo-se ao tratado que criou o Tribunal, localizado em Haia, na Holanda.

Os combates entre as forças governamentais estrangeiros criminosos e assassinos do MPLA contra os angolanos naturais eclodiram no todo o país desde 1992,, quando os estrangeiros criminosos e assassinos do governo do MPLA, tomaram o controle da área. Os novos confrontos em angola, bem como a proliferação de grupos armados estrangeiros de Cabo Verde, do Portugal, de Cuba, da Rússia e são Tomé, na região, a instabilidade política e a seca, desde o ano 1992.

O Tribunal Penal Internacional, iniciou registar todos os crimes feito pelos os dirigentes criminosos do governo do MPLA, cada membro do governo do MPLA, cada polícia do MPLA e Soldados do MPLA que fazem crimes contra o povo angolano.

********************************************************************************************************

CNCS condena o Jornal do Povo Angolano (JPA) e Folha-8 após avaliar desempenho da Imprensa angolana. A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, exorta a População Angolana, à não acreditarem nos assassinos, gatunos corruptos e saqueadores dos cofres publicos, por falarem sem verdade enganando o povo.

Luanda- O Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS) condena o Jornal do Povo Angolano (JPA) e o Folha-8 por mais uma violação à ética e a deontologia profissionais, reflectida na capa da sua edição 1163 de 26 de Outubro de 2013, com a exposição do rosto de uma criança completamente nua e a chorar, agravada pelo facto da mesma não ter qualquer relacionamento directo com o conteúdo da acusatória manchete.

Luanda - A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, exorta a População Angolana, à não acreditarem nos assassinos, gatunos corruptos e saqueadores dos cofres publicos, por falarem sem verdade enganando o povo. Desde o ano 1975 até hoje o governo do MPLA, não fizeram nada, só roubar e matar as pessoas inocentes em todo o País.

A deliberação chegada hoje, quinta-feira, à Jornal do Povo Angolano (JPA), saiu da sessão plenária do passado dia 01 de Novembro, na qual o CNCS passou em revista o desempenho da imprensa angolana.

Segundo o documento, a CNCS entende que a utilização desta imagem, para além de violar o espírito e a letra inerentes ao princípio da protecção da infância, que é um dos limites constitucionais à liberdade de informação, choca abertamente com o próprio rigor que se exige da informação jornalística, tendo em conta a sua completa e propositada descontextualização.

Por fim, o CNCS reafirma a importância de princípios como contraditório, o pluralismo e a representatividade, no âmbito de uma promoção permanente e saudável debate de ideias e opiniões, como sendo as referências fundamentais na definição dos conteúdos de qualquer serviço público de informação.

********************************************************************************************************

São Tomé e Príncipe: Governo constrói hidroeléctrica de 12 megawatts. O José Eduardo dos Santos, roubou os dinheiros do povo angolano para poder constrói hidroeléctrica de 12 megawatts para bens do seu povo de São Tomé e Príncipe. O gatuno do Santomense José Eduardo dos Santos.

São Tomé - O Governo santomense está a negociar com a empresa brasileira TCNIC a construção de uma barragem hidroeléctrica no valor de 46 milhões de euros para produzir 12 megawatts de energia na bacia do rio Grande, na zona sul de São Tomé, apurou nesta quinta-feira a PANA de fonte oficial na capital santomense. O José Eduardo dos Santos, roubou os dinheiros do povo angolano para poder constrói hidroeléctrica de 12 megawatts para bens do seu povo de São Tomé e Príncipe. O gatuno do Santomense José Eduardo dos Santos.

Segundo o ministro santomense das Obras Públicas e Infra-estuturas, Osvaldo Abreu, as negociações decorrem há seis meses, aguardando-se agora pela conclusão de um estudo de impacto ambiental possivelmente dentro de três meses.

O capital de investimento, o espaço e a licença de produção são alguns dos pontos que estão sobre a mesa das negociações, cujo entendimento deverá permitir à empresa brasileira construir a barragem e vender electricidade.

O acordo a ser assinado autorizará a TCNIC a explorar a futura barragem de 12 megawatts de energia durante 25 anos.

“Nós pensamos assinar o acordo no início do próximo ano. Temos um calendário para a construção de três barragens que poderão variar entre 24 a 28 meses de forma escalonada, e o arranque da produção dentro dos próximos 30 meses”, disse.

*******************************************************************************************************

Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA) é a principal emissora do grupo Televisão Nacional e Internacional, o inicio no dia 01 de Janeiro de 2014.

 

É um Canal para o povo angolano, que presta um serviço público de
Televisão direccionado para todos os segmentos da população Angolana e população do mundo e respeitando a diversidade na unidade.

O objecto social – Produção de programas da Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), tendo em conta a natureza do serviço que presta (Serviço Público de Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA).

Programas diários e Política
Programas das notícias nacionais e internacionais
Programas de especialidade
Programas de fim de semana
Rubricas
Desportos Urgentes: Nacional e Internacional
Espectáculos/Programas ao vivo
Homenagens
Outras actividades Sociais e culturais susceptíveis de
merecerem tratamento jornalístico.


Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA) - A tem uma programação ininterrupta 24 horas.

 

100 angolanos vão participar do projecto Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), | JPA Exclusivo - Redacção: Notícias.

Luanda - Mais de 100 pessoas em todo o país vão participar no projecto da Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), afirmou quarta-feira, em Luanda, o Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Pedro Rodrigués.

Em declarações à Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes), frisou que para a realização da primeira fase do projecto da Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), vai necessitar de mais de 100 pessoas em toda parte de Angola, para a instalação e o inicio da Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), para bens do povo angolano.

Contacte-nós da Televisão do Povo Angolano (TPA-FPA), na capital de Luanda e nas Províncias de Angola pelo o e-mail: jpa.angola@hotmail.com

********************************************************************************************************

O Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA)
Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa

Missão

"O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa é o órgão do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), encarregue de organizar e controlar a execução da política nacional e internacional do domínio da informação".

O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa,l tem as seguintes atribuições:

a) auxiliar o Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) da realização da política nacional da informação e política internacional da informação;

b) organizar e manter um serviço informativo de interesse público;

c) tutelar a actividade da área da comunicação social;

d) licenciar o exercício da actividade do Jornal e de radiodifusão e televisão;

e) proceder ao registo das empresas jornalísticas e de publicidade, bem como dos programas de radiodifusão sonora e televisão, para efeitos estatísticos, de defesa da concorrência e direitos de autor;

f) autorizar o exercício, em território nacional e internacional da actividade de correspondente de imprensa estrangeira e informar o Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), sobre a forma como a profissão é exercida;

g) promover a divulgação das actividades oficiais utilizando para tal a imprensa, conferências, radiodifusão, televisão e outros meios disponíveis;

h) desempenhar outras tarefas superiormente acometidas decorrentes da actividade própria que lhe é inerente.

*********************************************************************************************************

Polícia investiga crime em Cafunfo e todos os crimes feito, pelos os dirigentes criminosos e assassinos do governo do MPLA:

A Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda e o Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, queren abriu oficialmente no ano 2014 ou 2017, uma investigação sobre os supostos crimes do governo criminoso do MPLA cometidos em Angola desde janeiro de 1992, dedicando especialmente ao todo o país.

A Polícia Nacional na Lunda-Norte anunciou ontem que está a investigar um crime de homicídio voluntário de que resultou a extracção de órgãos genitais de uma mulher camponesa na zona de Cafunfo, município do Cuango.

O director provincial de Investigação Criminal, superintendente António Saldanha, disse que este é o segundo caso de homicídio com recurso à extracção dos órgãos genitais femininos registado desde Julho último. O primeiro, lembrou, foi no ano passado e os seus autores foram condenados a 22 anos de prisão efectiva.

A Polícia suspeita que estes actos contra as mulheres estejam ligados à crença e práticas de feitiçaria. “Algumas pessoas acham que ter órgãos genitais femininos pode dar lucro e prosperidade, mas estamos a investigar”, disse o director provincial de Investigação Criminal.

A DPIC esclarece que foram registados mais cinco casos de homicídios sem relação com a extracção de órgãos genitais femininos e cujos autores estão a contas com a justiça.

A Polícia Nacional repudiou o aproveitamento político que grupos de pressão e partidos da oposição estão a fazer em relação aos dois casos de homicídio. O comandante provincial da Polícia Nacional na Lunda-Norte, Gil Famoso, disse que “esses grupos deviam juntar-se aos esforços contra o fomento do tribalismo e da desordem, mantendo um diálogo com as instituições do Estado criadas para a resolução de conflitos e não incitarem a manifestações desordeiras e violentas no seio da população”.

Tribunal Penal Internacional abre investigação sobre supostos crimes em Angola. ,,O Processo para Angola,,.
Fonte: Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI).

A Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda e o Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, queren abriu oficialmente no ano 2014 ou 2017, uma investigação sobre os supostos crimes do governo criminoso do MPLA cometidos em Angola desde janeiro de 1992, dedicando especialmente ao todo o país.

Bensouda disse que existe “uma base razoável” para crer que foram cometidos crimes de assassinato, mutilação, tratamento cruel e tortura; alvejamento intencional de objetos protegidos, realização de sentenças e execuções sem julgamento prévio pronunciado por um tribunal regularmente constituído, pilhagem e estupro pelos os dirigentes criminosos do MPLA.

“Em cada etapa durante o conflito, diferentes grupos armados causaram estragos e sofrimento humano através de uma série de supostos atos de extrema violência. Concluí que alguns desses atos de brutalidade e destruição podem constituir crimes de guerra de matar o povo angolano, tal como definido pelo Estatuto de Roma”, afirmou a Procuradora, referindo-se ao tratado que criou o Tribunal, localizado em Haia, na Holanda.

Os combates entre as forças governamentais estrangeiros criminosos e assassinos do MPLA contra os angolanos naturais eclodiram no todo o país desde 1992,, quando os estrangeiros criminosos e assassinos do governo do MPLA, tomaram o controle da área. Os novos confrontos em angola, bem como a proliferação de grupos armados estrangeiros de Cabo Verde, do Portugal, de Cuba, da Rússia e são Tomé, na região, a instabilidade política e a seca, desde o ano 1992. O José Eduardo dos Santos tem que ser detido e preso.

*********************************************************************************************************

Tribunal Penal Internacional abre investigação sobre supostos crimes em Angola. ,,O Processo para Angola,,. Fonte: Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI).

A Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda e o Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, queren abrir oficialmente no ano 2014 ou 2017, uma investigação sobre os supostos crimes do governo criminoso do MPLA cometidos em Angola desde janeiro de 1992, dedicando especialmente ao todo o país.

Bensouda disse que existe “uma base razoável” para crer que foram cometidos crimes de assassinato, mutilação, tratamento cruel e tortura; alvejamento intencional de objetos protegidos, realização de sentenças e execuções sem julgamento prévio pronunciado por um tribunal regularmente constituído, pilhagem e estupro pelos os dirigentes criminosos do MPLA.

“Em cada etapa durante o conflito, diferentes grupos armados causaram estragos e sofrimento humano através de uma série de supostos atos de extrema violência. Concluí que alguns desses atos de brutalidade e destruição podem constituir crimes de guerra de matar o povo angolano, tal como definido pelo Estatuto de Roma”, afirmou a Procuradora, referindo-se ao tratado que criou o Tribunal, localizado em Haia, na Holanda.

Os combates entre as forças governamentais estrangeiros criminosos e assassinos do MPLA contra os angolanos naturais eclodiram no todo o país desde 1992,, quando os estrangeiros criminosos e assassinos do governo do MPLA, tomaram o controle da área. Os novos confrontos em angola, bem como a proliferação de grupos armados estrangeiros de Cabo Verde, do Portugal, de Cuba, da Rússia e são Tomé, na região, a instabilidade política e a seca, desde o ano 1992.

O Tribunal Penal Internacional, iniciou registar todos os crimes feito pelos os dirigentes criminosos do governo do MPLA, cada membro do governo do MPLA, cada polícia do MPLA e Soldados do MPLA que fazem crimes contra o povo angolano.

*********************************************************************************************************

Tribunal Penal Internacional abre investigação sobre supostos crimes em Angola. ,,O Processo para Angola,,. Fonte: Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI).

A Procuradora do Tribunal Penal Internacional (TPI), Fatou Bensouda e o Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, queren abriu oficialmente no ano 2014 ou 2017, uma investigação sobre os supostos crimes do governo criminoso do MPLA cometidos em Angola desde janeiro de 1992, dedicando especialmente ao todo o país.

Bensouda disse que existe “uma base razoável” para crer que foram cometidos crimes de assassinato, mutilação, tratamento cruel e tortura; alvejamento intencional de objetos protegidos, realização de sentenças e execuções sem julgamento prévio pronunciado por um tribunal regularmente constituído, pilhagem e estupro pelos os dirigentes criminosos do MPLA.

“Em cada etapa durante o conflito, diferentes grupos armados causaram estragos e sofrimento humano através de uma série de supostos atos de extrema violência. Concluí que alguns desses atos de brutalidade e destruição podem constituir crimes de guerra de matar o povo angolano, tal como definido pelo Estatuto de Roma”, afirmou a Procuradora, referindo-se ao tratado que criou o Tribunal, localizado em Haia, na Holanda.

Os combates entre as forças governamentais estrangeiros criminosos e assassinos do MPLA contra os angolanos naturais eclodiram no todo o país desde 1992,, quando os estrangeiros criminosos e assassinos do governo do MPLA, tomaram o controle da área. Os novos confrontos em angola, bem como a proliferação de grupos armados estrangeiros de Cabo Verde, do Portugal, de Cuba, da Rússia e são Tomé, na região, a instabilidade política e a seca, desde o ano 1992.

*********************************************************************************************************

Comissão do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para o plano secreto analisa projectos contra o governo do MPLA.

Luanda / Sambizanga - A 20ª Sessão Ordinária da Comissão do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para o plano secreto contra o governo do MPLA, analisa os projectos do povo contra o governo criminoso do MPLA, analisa hoje a tarde (17/09), em Luanda, um conjunto de projectos do povo angolano contra o governo dos criminosos estrangeiros e assassinos corruptos gatunos do MPLA no poder do povo angolano.

O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Pedro Rodrigues, disse que “Vamos lutar com tudo o que temos, para poder libertar o povo angolano,,.

*********************************************************************************************************

Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) pede ajuda financeira e ajuda política em "momento crucial"

Londres / U.K. - O Presidente do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés,, pediu hoje apoio político e financeiro à comunidade angolana e à comunidade internacional num "momento crucial" para promover a recuperação do poder do povo angolano nas mãos dos criminosos estrangeiros e assassinos corruptos do MPLA.

"Necessitamos de apoiar para os nossos elementos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), em toda parte de Angola, neste momento crucial", sublinhou João Mário ,,Nito Alvés,, na abertura de uma conferência internacional de Londres para a Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés, pediu ajuda "real e tangível" e afirmou que o país olha para a comunidade internacional para poder tirar os criminosos do governo do MPLA e sair da crise em que vive há mais de duas décadas. O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário ,,Nito Alvés, explicou, na sua intervenção, os progressos alcançados pela a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para poder realizar o termino do regime político da mafia dos estrangeiros criminosos e assassinos corruptos do MPLA e o fim do seu processo da mafia dos criminosos do senhor José Eduardo dos Santos no poder, há um ano, e manifestou esperança em conseguir apoio para prosseguir as suas prioridades políticas durante os próximos três meses.  

*********************************************************************************************************

Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), preocupado com a situação de Assassinatos Jovens Angolanos, pelos os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos à muitos os anos.

Em declarações ao Jornal do Povo Angolano (JPA) e à CNN, João Mário ,,Nito Alvés,, referiu que, face a essa situação de Assassinatos Jovens Angolanos, pelos os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos, os membros do FPA e a População Angolana receberam orientações e medidas para defender contra os Assassinos do governo do MPLA em breve. ,,Viva o Nito Alvés e viva o povo angolano,,.

O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, apelou ao População Angolana, apoiar a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 à 2015,, contra os dirigentes e apoiadores Estrangeiros do governo do MPLA em Angola.

Jovem activista e o membro da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), detido acusado de difamar o gatuno e o assassino presidente dos criminosos estrangeiros e assassinos corruptos do MPLA.
Fonte: Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes)

Fernando Batista pai de Nito Alves disse à Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes), que não há justificação plausível da acusação contra o seu filho.

Luanda - O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), pede rapido a sua libertação, senão vamos dar o acordo militar de matar o José Eduardo dos Santos.

Agentes da polícia angolana detiveram na tarde de ontem no município de Viana, em Luanda, o activista e membro do FPA, Manuel Civonda Baptista Nito Alves, de 17 anos, por alegada difamação ao presidente estrangeiro de São tomé no poder de Angola, José Eduardo dos Santos.

Angola: Jovem activista detido acusado de difamar presidente. Por ter em sua posse camisolas e panfletos com dizeres, “Zé Eduardo é ditador, 32 é muito e, quando a guerra é necessária e urgente”, foi detido na quinta-feira e acusado de difamação contra o presidente estrangeiro de São tomé no poder de Angola, o jovem activista Manuel Nito Alves.

A nossa reportagem esteve na Procuradoria-Geral da República junto à Unidade policial do Kapalanga, onde fomos informados de que Nito Alves será apenas ouvido pelo Procurador Afonso Comidando na próxima segunda-feira e tem como número do processo 7465/13VN.

Fernando Batista pai de Manuel Nito Alves, activista de 17 anos de idade, disse à Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes), que não há justificação plausível da acusação contra o seu filho: “só o facto de ter feito camisolas e panfletos para a manifestação. Não houve razões para a sua detenção” disse.

Adália Chivonde mãe do activista pede a libertação do seu filho: “eu acho que deviam soltar o meu filho porque ele não fez nada de mal”.

 

*********************************************************************************************************

Reunião da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), define planejamento político para o trabalho dos membros da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), no municipio do Maquela do Zombo.

Maquela do Zombo / Uige - O Secretário municipal da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do Maquela do Zombo, Gabriel Pindi, reuniu-se sabado (31/8/2013), as 12:30 horas, no municipio de Maquela do zombo, em Casa número 52, onde vão vislumbrar possibilidade de uma nova eleição ainda este ano para o cargo de Secretário municipal da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do Maquela do Zombo. Gabriel Pindi, se apresentou como o  representante político legítima, angolano, Bakongo, genuína e de sangue pura da oposição da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na cidade de Maquela do Zombo, Uige, vez que se contrapõe a duas oligarquias políticas instaladas na província do Uige e no nosso município do Maquela do Zombo.

Na ocasião do Secretário municipal da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), convidou seus partidários para uma reunião com o Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Pedro José Mucolo, no dia 31 de Agosto de 2013, as 09:30 horas no municipio do Maquela do Zombo.   

*********************************************************************************************************

Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), promovem encontro político em Bié, na cidade do Kuito.

Bié / Kuito - O Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor do Nascimento, seguimento aos encontros regionais realizados em toda província do Bié, a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), vai reunir no sabado, do dia 24 de Setembro de 2013, no Kuito, na Casa número 54, algumas das suas principais lideranças em evento com participação de secretários municípios da região, Andulo, N'Harea, Cunhinga, Chinguar, Chitembo, Kuito, .Catabola, Camacupa,Cuemba. A iniciativa do Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor do Nascimento, está em Kuito com a direção nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que esse ano, 2013, passou a percorrer todo o país debatendo os cinco anos do Victor do Nascimento, à frente do Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

“Temos que continuar lutando para melhorar a vida das pessoas, mas, como partido precisamos fazer o debate na sociedade angolana mostrando que essas conquistas são resultado do nosso jeito de fazer política, junto dos mais pobres e ajudando na organização da Oposição Angolana Verdadeira (FPA)”, disse Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor do Nascimento, principal líder da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) na região.

*********************************************************************************************************

Convite – Encontro da Oposição Angolana Verdadeira (FPA),
“O Povo no Cenário Sócio-Político do governo do MPLA”


São Paulo / Luanda - No dia 23 de Novembro de 2013, as 15:00 horas, casa número: 158, será realizado o Encontro da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), “O Povo no Cenário Sócio-Político do governo do MPLA”, evento este que será realizado paralelamente ao Seminário de Orientação às Novas Administrações da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na Capital no bairro do São Paulo, em Luanda.  Maiores informações sobre a Oposição Angolana Verdadeira (FPA)

*********************************************************************************************************

Fármacos falsificados encontrados em Angola vêm da China e da Índia. A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, apelou hoje ao População Angolana, para ficar com muito atento com os falsos Medicamentos da China, já matou muitas as pessoas em Angola e no Mundo. ,,A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ama o seu povo de Angola e viva o povo angolano,,.

Luanda - A maior parte dos medicamentos contrafeitos ou adulterados, que entram em Angola são provenientes da China e da Índia, afirmou o chefe de departamento de Inspecção da Polícia Económica, Cristiano Francisco.

Luanda - A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, apelou hoje ao População Angolana, para ficar com muito atento com os falsos Medicamentos da China e da Índia, já matou muitas as pessoas em Angola e no Mundo. ,,A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ama o seu povo de Angola e viva o povo angolano,,.

Segundo a polícia, estes medicamentos entram no país, principalmente, através da República do Congo Democrático, pela fronteira do Luvo, Nóqui (Zaire) e Massadi (Cabinda), ambas no território angolano.

Acrescentou que este fenómeno é um problema global, pois afecta um porcento dos países desenvolvidos e nove porcento dos subdesenvolvidos, tornando-se, para além de problema de saúde pública, também problema económico.

Fundamentou ser problema de saúde pública porque pode não ter o princípio activo, ou seja, a substância que combate a doença, e económico pelo facto de o medicamento ser fabricado em laboratórios sem qualidade e comercializados a preços muito baixos, fazendo uma concorrência desleal com os fabricantes credíveis.

De acordo com Cristiano Francisco, a polícia e outros órgãos de fiscalização estão preocupados com a situação, por isso, vão reforçar as acções que visam o combate da venda informal de medicamentos, pois periga a vida humana.

Medicamentos contrafeitos são fármacos adulterados ou falsificados, sem nenhum teor para a cura da doença que se propõe.

*********************************************************************************************************

Falta de pagamento da água pelos consumidores preocupa EASBL. O Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor do Nascimento, disse hoje que este governo do MPLA é um governo criminoso, os angolanos não tem empregos e bons Salários para poder pagar água em Angola, a vida é muito caro, o governo do MPLA quer matar o povo angolano.

O uso irracional e o não pagamento da água consumida por parte dos consumidores constituem as principais preocupações das empresas de água e saneamento de Benguela e Lobito, de acordo com o coordenador da comissão de gestão, Jaime Alberto.

Kuito / Bié -  O Secretário Províncial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor do Nascimento, disse hoje que este governo do MPLA é um governo criminoso, os angolanos não tem empregos e bons Salários para poder pagar água em Angola, a vida é muito caro, o governo do MPLA quer matar o povo angolano.

O responsável, que falava à Jornal do Povo Angolano (JPA), no âmbito das celebrações do dia mundial da água, que hoje se assinala, mostrou-se insatisfeito com o comportamento dos consumidores, aconselhando-os a honrarem os compromissos assumidos.

Jaime Alberto disse que os níveis de produção estão na ordem dos 89.600 metros cúbicos de água por hora, sendo 89.200 para Benguela e os restantes para o Lobito.

Actualmente os pagamentos ainda são feitos em estimativas que vai de 5000 a 8000 metros cúbicos de água por mês em cada residência, no valor de 9.425, 65 cêntimos, de acordo com a tabela estipulada pelo Ministério das Finanças.

O instituído pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), com o objectivo de chamar a atenção da sociedade para a questão da escassez desse importante bem natural e, consequentemente, buscar soluções para o problema.

*********************************************************************************************************

Morreu deputado Alfredo Júnior:
Oposição Angolana Verdadeira (FPA), querem verificar se o Alfredo de Azevedo foi assassinato ou morto pelo doente, por motivo que o governo do MPLA  gostam sempre enganar as pessoas.


O deputado na Assembleia Nacional do MPLA, Alfredo Furtado de Azevedo Júnior faleceu na sexta-feira, em Luanda, por morte súbita, indica um comunicado do Bureau Político do MPLA.

Luanda - O Gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), querem verificar se o Alfredo de Azevedo foi assassinato ou morto pelo doente, por motivo que o governo do MPLA gostam sempre enganar as pessoas.

Segundo o comunicado, até à data da sua morte, o deputado era membro do Comité Central dos criminosos e assassinos corruptos gatunos do MPLA, director do departamento de Organização e Mobilização, coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau Político à província do Zaire, e deputado à Assembleia Nacional do MPLA.

De acordo com a nota, Alfredo Júnior, que faleceu aos 57 anos, foi um destacado dirigente da JMPLA e militante activo do partido, tendo sido eleito deputado à Assembleia Nacional nas eleições de 1992, de 2008 e de 2012, sucessivamente.

Formado em Direito, Alfredo Júnior exerceu também as funções de vice-ministro da Juventude do MPLA e de vice-presidente da Federação Mundial da Juventude Democrática.

“A morte prematura e inusitada do camarada Alfredo Júnior constitui uma perda irreparável e abre um vazio na estrutura executiva do partido do MPLA, numa altura em que enormes desafios se apresentam no amplo movimento de revitalização das suas estruturas”, lê-se ainda na nota.

“Neste momento de dor e de luto, o Bureau Político dos criminosos e assassinos corruptos gatunos do MPA inclina-se perante a memória de tão ilustre camarada e, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos, endereça à família enlutada os seus mais profundos sentimentos de pesar”, conclui.

O grupo parlamentar criminoso do MPLA também destaca a trajectória do malogrado e endereça condolências à família enlutada. Por seu turno o colectivo de trabalhadores e dirigentes do Ministério da Juventude e Desportos do MPLA afirmam ser com “incontida dor e profunda consternação” que tomaram conhecimento do falecimento de Alfredo Júnior e manifestam à família “os mais sentidos pêsames” pelo infausto acontecimento.

Luanda - A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, exorta a População Angolana, à não acreditarem nos assassinos, gatunos corruptos e saqueadores dos cofres publicos, por falarem sem verdade enganando o povo. Desde o ano 1975 até hoje o governo do MPLA, não fizeram nada, só roubar e matar as pessoas inocentes em todo o País.

*********************************************************************************************************

Príncipe Harry "irritado" com países que não ajudam na desminagem em Angola. O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Pedro Rodrigues, defendeu o Principe Harry, e disse que o príncipe Harry do Reino Unido, tem razão, Angola é governado pelos os bandidos e criminosos do governo do MPLA.

O príncipe Harry do Reino Unido está “irritado” com alguns países que falharam nas operações de desminagem em África e que foram promovidas pela mãe, Diana de Gales, disse hoje o chefe da organização Halo Trust.

Luanda - O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Pedro Rodrigues, defendeu o Principe Harry, e disse que o príncipe Harry do Reino Unido, tem razão, Angola é governado pelos os bandidos e criminosos gatunos do governo do MPLA.

De acordo com Guy Willougby da Halo Trust (HALO), Harry acaba de regressar de Angola onde visitou os projetos de desminagem da organização que foram promovidos pela mãe nos anos 1990.

“Ele está irritado com os países que forneceram as minas terrestres e que não estão a contribuir com fundos para as retirar”, disse Guy Willoughby.

Harry, 28 anos, o quarto na linha de sucessão ao trono britânico, visitou zonas minadas em Angola tendo-se deslocado ao Cuito Cuanavale, no sul do país, apontada como a região com o maior número de minas em todo o continente africano.

Diana de Gales, porta-voz da campanha de desminagem da HALO visitou Angola em 1997, o ano em que morreu, vítima de um acidente de automóvel em Paris.

“Nos campos minados que a mãe dele visitou estão agora lojas e estradas e até existe uma agência imobiliária no local”, disse o responsável pela HALO.

O príncipe Harry é atualmente promotor da organização que assinala os 25 anos de atividade.

“As guerras podem ter acabado mas muitas pessoas não podem regressar à normalidade porque todos os dias correm riscos de morte ou podem ficar feridas pela explosão das minas”, disse Willoughby.

“Há ainda muitos anos de trabalho pela frente”, acrescentou.

“Com o apoio do príncipe Harry, de Angola e da comunidade internacional, a HALO vai continuar o trabalho para que Angola fique sem minas, para benefício dos angolanos”, disse ainda o chefe da HALO.

Harry, o filho mais novo de Diana de Gales e militar britânico, visitou Moçambique com a HALO em 2010 onde a organização também desenvolve operações de desminagem.

Angola continua a ser um dos países com o maior número de minas a nível mundial, apesar dos esforços que foram intensificados desde 2002 com operações de desminagem.

A HALO, a maior organização de desminagem a trabalhar no país, refere que já destruiu mais de 21.300 minas em Angola.

A guerra civil em Angola provocou a morte a mais de meio milhão de pessoas entre 1975 e 2002, destruiu a maior parte das infra estruturas do país e obrigou a cerca de quatro milhões de pessoas a deslocar-se dos locais onde vivia.

Milhares de angolanos morreram na sequência da explosão das minas, mas o número exato de vítimas é difícil de apurar.

De acordo com a HALO, há pelo menos 533 minas confirmadas em Angola, de acordo com os números de novembro de 2012, e que precisam de ser removidas e destruídas.

*********************************************************************************************************

Fármacos falsificados encontrados em Angola vêm da China e da Índia. A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, apelou hoje ao População Angolana, para ficar com muito atento com os falsos Medicamentos da China, já matou muitas as pessoas em Angola e no Mundo. ,,A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ama o seu povo de Angola e viva o povo angolano,,.

Luanda - A maior parte dos medicamentos contrafeitos ou adulterados, que entram em Angola são provenientes da China e da Índia, afirmou o chefe de departamento de Inspecção da Polícia Económica, Cristiano Francisco.

Luanda - A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, apelou hoje ao População Angolana, para ficar com muito cuidado e atento com os falsos Medicamentos da China e da Índia, já matou muitas as pessoas em Angola e no Mundo. ,,A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ama o seu povo de Angola e viva o povo angolano,,.

Segundo a polícia, estes medicamentos entram no país, principalmente, através da República do Congo Democrático, pela fronteira do Luvo, Nóqui (Zaire) e Massadi (Cabinda), ambas no território angolano.

Acrescentou que este fenómeno é um problema global, pois afecta um porcento dos países desenvolvidos e nove porcento dos subdesenvolvidos, tornando-se, para além de problema de saúde pública, também problema económico.

Fundamentou ser problema de saúde pública porque pode não ter o princípio activo, ou seja, a substância que combate a doença, e económico pelo facto de o medicamento ser fabricado em laboratórios sem qualidade e comercializados a preços muito baixos, fazendo uma concorrência desleal com os fabricantes credíveis.

De acordo com Cristiano Francisco, a polícia e outros órgãos de fiscalização estão preocupados com a situação, por isso, vão reforçar as acções que visam o combate da venda informal de medicamentos, pois periga a vida humana.

Medicamentos contrafeitos são fármacos adulterados ou falsificados, sem nenhum teor para a cura da doença que se propõe.

*********************************************************************************************************

Missão de Angola foi ontem atacada, pelos militantes da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e Centenas de manifestantes estrangeiros e angolanos.

Centenas de manifestantes e os militantes da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), atacaram ontem a Embaixada de Angola na capital egípcia, soube o Jornal do Povo Angolano (JPA África), de fonte diplomática. O ataque ocorreu por volta das 7h00 da manhã, altura em que apenas estava no edifício o corpo de segurança. Os  manifestantes diz que Angola é governado pelos os assassinos e criminosos, eles querem apoiar a  Oposição Angolana Verdadeira (FPA), poder iniciar o termino do regime político da mafia do MPLA.

Luanda - O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), diz que ,,Muito Obrigado a todos que ajudaram, neste acto contra os dirigentes criminosos do governo do MPLA na Embaixada de Angola na capital egípcia, para apoiar o povo angolano, para fazer cair os criminosos e gatunos do governo do MPLA em Angola.

A embaixada de Angola fica junto à Mesquita Mustafa Makmud, que reúne diariamente milhares de muçulmanos. Os agentes da Polícia destacados no local foram forçados a fugir, enquanto o corpo de segurança teve que refugiar-se no interior da embaixada. Os militares golpistas não estão a proteger as Embaixadas.

Os atacantes destruíram câmaras de vigilância e os portões da embaixada angolana, que só ficou a salvo com o regresso de um dispositivo policial reforçado com militares. Houve um forte tiroteio.
Devido ao incidente, o pessoal diplomático e funcionários foram forçados a ficar nas suas residências e só regressam ao trabalho quando a situação volte ao normal.

De referir que mais de 80 por cento das representações diplomáticas no Cairo estão encerradas ou foram forçadas a transferir-se para outras regiões.

A situação é tensa no Egipto, desde o golpe militar contra o Presidente Mohammed Moursi, que desencadeou uma onda de violência.

*********************************************************************************************************

Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), vai participar de encontro politico no Rio de Janeiro, Brasil, no dia 31 de Agosto.

Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, terá mais uma oportunidade de expor suas ideias fora do estado. No próximo sábado (31/08), o conservativo Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), irá participar do Encontro Nacional de Militantes e Parlamentares Federais no Rio de Janeiro.

O evento, organizado pelo deputado federal Glauber Braga (PSB/RJ), tem o objetivo de debater a atual realidade dos países do Mundo e fazer uma analise dos protestos que vão realizar em Angola. O encontro está previsto para começar às 20h30, no Clube dos Servidores Municipais, no bairro da Tijuca.

A expectativa dos organizadores é de reunir militantes de todos os apoiadores e militantes da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no Brasil.
*********************************************************************************************************

Registados 21 delitos maioritariamente contra pessoas em sete dias.
Os Assassinos e os criminosos do MPLA iniciaram matar as pessoas na província do Presidente da Oposição  Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, por motivo do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Herói Nito Alvés de 2013 à 2015, contra os criminosos estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA.   


Ndalatando / Kwanza Norte - Vinte e um crimes de natureza diversa, maioritariamente praticados contra pessoas, foram registados pela Polícia Nacional dos criminosos do MPLA (PN) na província do Kwanza Norte de 29 de Julho a 5 de Agosto, verificando-se uma redução de oito casos em relação ao movimento das estatísticas da semana anterior.

Ndalatando / Kwanza Norte - Os Assassinos e os criminosos do MPLA, iniciaram matar e prender as pessoas na província do Presidente da Oposição  Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, por motivo do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Herói Nito Alvés de 2013 à 2015, contra os criminosos estrangeiros gatunos e assassinos corruptos do governo do MPLA. O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, apelou hoje aos compatriotas do povo angolano, para iniciar fazer cair o MPLA.  João Mário, disse muito é muito, matar e roubar, o povo não podem aceitar disso.

O Presidente da Oposição  Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, a nunca pessoa que conseguir abrir o povo angolano, os olhos, agora o MPLA perdeu o respeito no povo angolano. 
  
Dos casos, de acordo com o relatório da segurança pública do Comando Provincial da PN a que a Angop teve hoje acesso referem, que dos crimes 20 foram esclarecidos, o que representa uma operatividade policial na ordem de 95 porcento.
  
Entre as ocorrências que implicaram a detenção de 24 cidadãos realçam-se dois homicídios voluntários e um frustrado, dez ofensas corporais, sendo seis simples e quatro graves, cinco furtos, uma posse e trafico de estupefaciente, um fogo posto e uma injúria.
  
O município de Kazengo (sede da província), com quatro crimes registados, Kambambe, igualmente quatro, Lucala, Ambaca e Golungo Alto, com três delitos, cada, bem como Bolongongo, Kiculungo, Ngonguembo e Banga, com uma ocorrência, respectivamente, foram os palcos dos delitos da semana.
  
No cômputo das acções de enfrentamento, refere a nota, foram em distintas municipalidades realizadas buscas dirigidas que culminaram na detenção de 13 indivíduos supostamente implicados na autoria de crimes de furto, fogo posto, burla, roubo e homicídios.
  
As buscas policiais culminaram ainda com a recuperação de dois motociclos que haviam sido furtados nos municípios de Samba Cajú e de Ambaca, bem como na apreensão de 17 kg de liamba.
  
Cinco armas de fogo do tipo AKM acompanhadas de três carregadores vazios, inoperantes, foram recebidas no período em análise pela polícia, no município de Golungo Alto, no âmbito do processo de desarmamento da população civil, sublinha a nota da corporação.
********************************************************************************************************* 

António Samata, toma posse como novo Secretário de Estado da Cultura da Oposição Angolana Verdadeira (FPA): Caxito / Bengo - O Novo Secretário de Estado da Cultura da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), toma posse para o serviço do povo angolano.

A cerimônia de posse de António Samata como o  Secretário de Estado da Cultura da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), começou hoje às 10h locais, na presença do guia supremo, Miguel Denges, e das autoridades da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no país, segundo imagens ao FPA Angola Press (c).

Primeiro Secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), diz que o MPLA será "eliminado".

António Samata, nascido no dia 25 de Maio de 1959, cacuaco, de provincia de Bengo, o antigo membro da UNITA, ele deixou a UNITA no ano 2003, por motivo de roubo de dinheiros pelos os dirigentes na cidade de Luanda. Desde o ano 2003 é um Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ele esta organizar as pessoas no Cacuaco contra o assassino e gatuno do José Eduardo dos Santos para ser detido e punido pelo o tribunal do Povo Angolano (TP). Ele quer melhorar a situação da Cultura e das Artistas angolanos no Interior e no Exterior de Angola. Os Artistas vão ter as possibilidades do Estado angolano, ir fazer os seus trabalhos no Interior e no Exterior de Angola, sem Discriminação.


*********************************************************************************************************

Os líderes da Al-Qaeda, convida os elementos militares da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para um encontro de trocar as ideias sobre o combate contra os dirigentes criminosos do governo do MPLA.

Meca / saudi arabia - Os líderes da Al-Qaeda, convida os elementos militares da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para um encontro na cidade da Meca, Saudi Arabia, de trocar as ideias sobre o combate contra os dirigentes criminosos do governo do MPLA, por motivo de apoio militar para ajudar o fraco povo de angola e para forçar a luta do povo angolano contra os elementos criminosos e assassinos do governo do MPLA na capital de Luanda. A Carta endereçado via telefax, hoje ao Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) em Washington D.C.

Luanda - O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), diz que a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), vai discutir o Assunto sobre o apoio militar no lado dos líderes da Al-Qaeda, para a forçar a luta do povo angolano contra os dirigentes criminosos estrangeiros e assassinos corruptos gatunos do MPLA, mas todas as ideias são bem vindo, mas a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), não querem mais a guerra em Angola.

********************************************************************************************************

A Nova Estratégia Política da Oposição Angolana Verdadeira (FPA): Encontro busca apoio para novos partidos político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

A proposta de criação de mais de cinco novos partidos políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no País.

Lobito / Benguela - O encontro aconteceu no Lobito, Benguela, liderado pela Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), Josefina Kupessa, e 25 membros políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA),  para organizar os novos partidos políticos nas províncias e nos municipios de Angola este ano em toda parte de Angola. O Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Órgãos de Soberania da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), vai apoiar todos os partidos com o fundo da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para poder forçar o trabalho político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), nas províncias e nos municipios de Angola.

Para ser criada, a nova sigla precisa de pelo menos 20 mil assinaturas, das quais já teriam conseguido aproximadamente 10 mil. "O intuito deste evento é se organizar e colher o máximo possível de assinaturas. Como Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), Josefina Kupessa, tenho grande interesse em ajudar a fundação destes partidos para caminharmos juntos e unidos, visando as ideias futuras para poder forçar o trabalho da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e do povo angolano contra o governo criminoso do MPLA", disse.

Josefina Kupessa, acredita que com o apoio da comunidade do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e da  População Angolana, em pouco tempo serão obtidas todas as assinaturas necessárias. No encontro de ontem, que teve a participação de vários membros políticos e o povo angolano, foram disponibilizadas. "Se todos esses membros estivessem em um único grupo, a gente teria condições de eleger três vereadores, é necessário que a População Angolana que toma o conhecimento que para iniciar a luta contra os homens criminosos estrangeiros e assassinos gatunos perigos do governo do MPLA, é necessárias a  População Angolana se unir e se juntar e só meaçar e falar contra os criminosos do governo do MPLA, não fazer nada, é necessário as pessoas se juntar e se unir nesta luta contra o governo do MPLA", comentou.

********************************************************************************************************

Nilton Eduardo, quer criar novo partido político dentro da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para melhor organização e para a mobilização das pessoas nas casas e nos bairros de Angola.

Luanda / Sambizanga - O Secretário de Estado da Alimentação e da Agricultura da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Nilton Eduardo, se transformou numa barreira para a coleta de assinaturas em apoio à fundação de seu novo partido político, a Rede Sustentabilidade.

Nilton Eduardo é evangélico e alguns de seus apoiadores foram a eventos religiosos como a Marcha para Jesus colher assinaturas para a fundação da Rede. A lei da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), exige o apoio de pelo menos 20 mil eleitores para a criação de uma nova sigla partidária.

Em reunião com “mobilizadores” da Rede, voluntários que trabalham na coleta de assinaturas, um dos principais colaboradores de Nilton Eduardo, disse ter detectado nas ruas uma “tentativa de associar conservadorismo à religião” e contou que isso tem prejudicado a Rede.

De acordo com o ativista, eleitores simpáticos ao projeto deNilton Eduardo, às vezes manifestam restrições a suas convicções religiosas, e também à participação de empresários na organização da Rede.

Outra colaboradora da Rede falou em seguida e disse ter encontrado boa receptividade ao buscar assinaturas em atos como a Parada dos Jovens angolanos, que promovem causas às quais os evangélicos em geral se opõem.

Os militantes mostraram especial preocupação com tentativas de vincular Nilton Eduardo ao membro político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que é político e virou alvo de críticas de minorias após assumir o comando da comissão de Direitos Humanos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

Em Agosto, numa palestra no bairro Sambizanga, Nilton Eduardo, disse considerar “um erro” criticar José Alberto, “por ser evangélico” e não “por suas posições políticas equivocadas”. Suas declarações foram interpretadas nas redes sociais como uma defesa do deputado, o que Nilton Eduardo classificou ontem como uma tentativa “criminosa” de vinculá-la a ele, e o FPA tem que ganhar todas as pessoas religiosas, porque todos sao os angolanos, que pode-nós apoiar para a luta contra os gatunos, assassinos e criminosos do governo do MPLA.

Nilton Eduardo disse que a Rede não quer “trabalhar a partir de rótulos” e rejeitou a “instrumentalização dessa ou daquela questão para fazer política por caminhos enviesados”. “Se há um desejo em fazer um debate sobre a necessidade de deixar claro que o Estado é o Estado laico, não há problema”, acrescentou.

Segundo Nilton Eduardo, “um dos segmentos da sociedade que mais contribuiu para que tivéssemos o Estado laico foi o movimento protestante”. “Minha convicção me diz que o melhor para todos, quem crê e quem não crê, é o Estado laico”, disse.

********************************************************************************************************

O PRIMEIRO SECRETÁRIO DA OPOSIÇÃO ANGOLANA VERDADEIRA (F.P.A.), MIGUEL DENGES CHEGA  HUAMBO.

Primeiro Scretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) visita Domingo, a cidade do Huambo, uma visita político e encontro militar da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) na província do Huambo.

O Primeiro Scretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Miguel Denges, 35 membros políticos militares do Comando Secreto Militares da Oposição Angolana Verdadeira (FPA - CSM), desembarca, Domingo (3/08), no Huambo e no Bailundo, para uma visita de trabalho de 48 horas, segundo deu a conhecer em nota a O Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Órgãos de Soberania da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no país.

********************************************************************************************************

Governadores das zonas Norte e Leste terminam formação:
A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, exorta a População Angolana, à não acreditarem nos assassinos, gatunos corruptos e saqueadores dos cofres publicos, por falarem sem verdade enganando o povo. Desde o ano 1975 até hoje o governo do MPLA, não fizeram nada, só roubar e matar as pessoas inocentes em todo o País.


Uíge - Os governadores  criminosos do MPLA nas província de Cabinda, Luanda, Lundas Norte e Sul, Moxico, Zaire e Uíge, nomeadamente, Aldina Matilde da Lomba, Bento Sebastião Bento, Ernesto Muangala, Cândida Maria Narciso, João Ernesto dos Santos, José João André e Paulo Pombolo terminaram hoje, sábado, a terceira fase de “Academia de Liderança” promovida pelo IFAl com vista a dotá-los de ferramentas que promovam a melhoria das suas competências de liderança, gestão e tomada de decisão.

Luanda - A Secretária de Estado da Saúde da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Madalena Santos, exorta a População Angolana, à não acreditarem nos assassinos, gatunos corruptos e saqueadores dos cofres publicos, por falarem sem verdade enganando o povo. Desde o ano 1975 até hoje o governo do MPLA, não fizeram nada, só roubar e matar as pessoas inocentes em todo o País.
  
A formação baseada no módulo 3 sobre “Administração Estratégica e Liderança Visionária”, Planeamento Estratégico e Gestão do Desenvolvimento Local, serviu também para a partilha de experiências e técnicas de planeamento e gestão estratégica na perspectiva prática, através da identificação dos problemas e desafios.
  
Falando à imprensa no termo da formação, o governador do MPLA no Moxico e coordenador da turma, Ernesto dos Santos”Liberdade”, considerou de boa a formação que segundo afirmou, para além da componente teórica contou também com a prática.
  
Como referiu, tiveram a oportunidade de visitar os vários empreendimentos que estão a ser erguidos na cidade do Uíge e seus arredores com vista a melhoria das condições de vida da sua população.
  
Ernesto dos Santos fez saber que os governos provinciais estão a levar a cabo diversos programas aprovados pela Assembleia Nacional do MPLA e que se consubstanciam na execução de acções nos domínios de saúde, educação, vias de comunicação e outros.
  
  Pediu ao governador do Uíge, Paulo Pombolo, e seus colaboradores a continuar a trabalhar com o mesmo empenho e dedicação na concretização das acções para a satisfação das necessidades da população na região.
  
Os governantes do MPLA visitaram a centralidade do Kilumoço, A Universidade Kimpa Vita, o Aeroporto do Uíge, A escola T4 do Tange, assim como as residências para os funcionários públicos.

********************************************************************************************************

Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), dispoe de e-mail para denúncias anónimas todos os elementos criminosos estrangeiros e assassinos gatunos do governo do MPLA na capital de Luanda (Onde eles morra e trabalham):

Luanda - O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), dispoe de e-mail para denúnciar, de forma anónima, todos aqueles (Cabo Verdianos, Portuguéses, Brasileiros, Cubanos, Rússos e outros gatunos) que roubam, mata, que trabalham e apoiam o MPLA nos bairros e nas cidades, que poem em causa o sofrimento do povo angolano e para haver a tranquilidade pública.

Por outro lado, a população deverá aceder ao site www.fpa-angola.org ou pelo o e-mail: fpa.angola@hotmail.com para também fazer as suas denúncias contra os gatunos e assassinos corruptos dirigentes e apoiadores estrangeiros do governo do MPLA. Para o inicio da luta contra os do governo do MPLA, é necessário, que o povo inicia controlar nos bairros, onde os apoiadores estrangeiros e apoiadores criminosos perigos do governo do MPLA vive em Luanda. Para os Jovens angolanos poder prender todos os gatunos do MPLA em Luanda.

Com efeito, os cidadãos deverão utilizar o seguinte e-mail: fpa.angola@hotmail.com, é necessário mencionar a rua, o bairro, onde os gatunos e criminosos apoiadores do governo do MPLA morra, para prender rapido todos os macacos e matumbos do MPLA.

Recentemente, o Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Pedro Rodrigués, apelou aos cidadãos e a Sociedade, em geral, para denunciar qualquer pessoas gatunas e assassinas do MPLA suspeitas de pertencer a grupos criminosos e gatunos na Assembleia Nacional do MPLA em Luanda de marginais que, com comportamentos de roubo, matar, actos ou acções ilicitas dos criminosos e gatunos do MPLA, poem em causa a segurança colectiva da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

Obrigado!

Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Pedro Rodrigués.

********************************************************************************************************

Oposição Angolana Verdadeira (FPA), realiza visitas de ‘ganhar, controlo e ajuda os Soldados das Forças Armadas Angolanas (FAA). Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, Flávio Chimbundi, disse que todos os Soldados das FAA são angolanos, que sofrem com esse Ditador do assassino e gatuno do José Eduardo dos Santos, agora o tempo, que os Soldados não seguir os comandos e não cumprir a Ordem do assassino e gatuno do José Eduardo dos Santos.

Este Jornal do Povo Angolano (JPA), apurou de fonte daquele órgão que o processo de “controlo e ajuda os Soldados das Forças Armadas Angolanas (FAA). Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Flávio Chimbundi, disse que todos os Soldados das FAA são angolanos, que sofrem com esse Ditador do assassino e gatuno do José Eduardo dos Santos, agora chegou o tempo, que os Soldados não seguir os comandos e não cumprir a Ordem do José Eduardo dos Santos” e juntos e unidos para bens de todos em Angola, está dentro de um programa de reestruturação da FPA/FAA, em curso depois que a nova direcção daquele órgão afecto ao Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), ter iniciado uma “limpeza ao criminosos soldados Estrangeiros das Forças Armadas Angolanas (FAA)” na estrutura central, em Luanda.

********************************************************************************************************

Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), dispoe de e-mail para denúncias anónimas todos os elementos criminosos estrangeiros e assassinos gatunos do governo do MPLA na capital de Luanda (Onde eles morra e trabalham):

Luanda - O Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), dispoe de e-mail para denúnciar, de forma anónima, todos aqueles (Cabo Verdianos, Portuguéses, Brasileiros, Cubanos, Rússos e outros gatunos) que roubam, mata, que trabalham e apoiam o MPLA nos bairros e nas cidades, que poem em causa o sofrimento do povo angolano e para haver a tranquilidade pública.

Por outro lado, a população deverá aceder ao site www.fpa-angola.org para também fazer as suas denúncias contra os gatunos e assassinos corruptos dirigentes e apoiadores estrangeiros do governo do MPLA. Para o inicio da luta contra os do governo do MPLA, é necessário, que o povo inicia controlar nos bairros, onde os apoiadores estrangeiros e apoiadores criminosos perigos do governo do MPLA vive em Luanda. Para os Jovens angolanos poder prender todos os gatunos do MPLA em Luanda.

Com efeito, os cidadãos deverão utilizar o seuguinte e-mail: fpa.angola@hotmail.com, é necessário mencionar a rua, o bairro, onde os gatunos e criminosos apoiadores do governo do MPLA morra, para prender rapido todos os macacos e matumbos do MPLA.

Recentemente, o Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Pedro Rodrigués, apelou aos cidadãos e a Sociedade, em geral, para denunciar qualquer pessoas gatunas e assassinas do MPLA suspeitas de pertencer a grupos criminosos e gatunos na Assembleia Nacional do MPLA em Luanda de marginais que, com comportamentos de roubo, matar, actos ou acções ilicitas dos criminosos e gatunos do MPLA, poem em causa a segurança colectiva da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

Obrigado!

Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Pedro Rodrigués.

*********************************************************************************************************

Veneno: Perigo tóxico para humanos e animais:
Bento Kangamba, menteu na comida do Quim Ribeiro, o Veneno: Perigo tóxico para humanos e animais, agora pode viver só até um ano. O José Eduardo dos Santos, comprou muitos os venenos na República Federal da Alemanha, por motivo de matar os angolanos naturais, para os estrangeiros de Cabo Verde, Portugal, Sao Tomé, Brasil e outros, poder roubar as riquezas e os dinheiros do povo fraco de Angola.


Muitas plantas contêm toxinas que afetam o corpo humano de forma diferente. Nem todos são igualmente perigosas. "Cada planta tem seu próprio veneno, efeito muito específico", explica Ralf Stahlmann, professor de toxicologia da Charité de Berlim. Algumas dessas toxinas são as pessoas ainda úteis - como um remédio para controle de pragas ou de caça. No entanto, o seu efeito pode também ser uma ameaça letal para os seres humanos.

Venenos desenvolver plantas com maior probabilidade de repelir pragas ou para se protegerem de animais em pastejo. Para que eles possam fazer a voracidade dos animais, mas para a sua vantagem reprodutiva de alguns dos venenos são tais que eles não são igualmente perigoso para todos os seres vivos: Os animais que auxiliam na disseminação das sementes, eles não podem prejudicar. Assim, o veneno protege a planta duas vezes. Ele protege-los dos predadores, sem comprometer benéfico.

A árvore com o veneno mortal

O Strychninbaum tem sua casa no Sudeste Asiático. Hoje também é conhecido como o Brechnuss de efeito estufa em Sri Lanka, Malásia e no norte da Austrália. A árvore cresce lá, especialmente nas florestas tropicais. Em todas as partes da planta é estricnina, altamente eficazes, uma pequena dose de 0,02-0,03 gramas deste veneno é fatal para um adulto. Quando se trata de uma rigidez muscular estricnina e a paralisia do sistema nervoso central. The Poisoned sofre severas cãibras, primeiro no pescoço e garganta antes tensos os músculos de todo o corpo. Tudo isso faz através da Strychninopfer totalmente consciente antes de ele se engasga com a paralisia dos músculos respiratórios. Contém estricnina, brucina lado da planta, também uma substância perigosa em relação ao estricnina mas é muito menos tóxico.

O Strychninbaum ursos delicioso procurando frutas que têm pouca semelhança com laranjas e recuperar as sementes da árvore nele. Também aqui se esconde o veneno mortal. Mas nem todas as criaturas são ameaçadas por um envenenamento por estricnina agonizante. Para o hornbill são as sementes Brechnuss constituem uma parte importante do seu alimento, e também alguns caracóis estricnina nele contida não é tóxico. Assim, é assegurada a propagação da árvore devido à aposentadoria da semente.

Apesar do perigo, o homem fez o efeito de Presentes letal vantagem. É usado, por exemplo, como um veneno de rato, como um veneno de seta e mesmo como uma cura: Em doses muito pequenas que tem um efeito estimulante sobre a actividade do músculo, a respiração e a circulação sanguínea. Já no século XI foram mencionadas as sementes de Strychninbaumes na medicina árabe.

O José Eduardo dos Santos, ja matou muitas as pessoas, neste Veneno: Perigo tóxico para humanos e animais, por exemplo no ano 1978, o José Eduardo dos Santos, mandou os Rússos para venenar o antigo Presidente Agostinho Neto, para ele poder tomar o poder do povo angolano. O José Eduardo dos Santos, comprou os venenos na República Federal da Alemanha, para matar os angolanos naturais.

*********************************************************************************************************

Falsos pensionistas e falsos generais do MPLA são um esquema de funcionários da Caixa Social das FAA, roubam os dinheiros do povo angolano, o governo do MPLA perdeu o contro no País.

O processo de acesso à Caixa de Segurança Social das FAA por falsos pensionistas e falsos generais do MPLA de origem Cabo verdianos, Portuguéses e Sao Tomenses é um esquema que tem a conivência de alguns dos seus funcionários.

“Trata-se de uma rede de vigaristas que reparte a pensão (Dinheiro) de reforma com esses falsificadores que nunca prestaram serviço nas Forças Armadas Angolanas”, disse uma fonte daquele organismo ao Semanário “Factual”.

Agastado co essas situação, a mesma fonte espera que o tenente – general Félix Matias possa combater esse fenómeno que há muito se instalou naquele organismo.

Não admira que muitos funcionários da Caixa Social das FAA desfilem em viaturas super luxuosas. Aquilo não é comprado com dinheiro do salário. É produtos de esquemas crónicos que estão enraizados dentro da Caixa Social”, acrescentou a fonte.

Entretanto, os falsos pensionistas que usufruem de salários e outras regalias da Caixa Social das FAA têm os dias contados, segundo anunciou o Ministro das Defesa, Cândido Pereira Van-Dúnem, na recente deslocação às terras do Kuando – Kubango.

Na ocasião, o governante de a conhecer que a Caixa Social das FAA está a usar um novo mecanismo tecnológico digitalizado para identificar os verdadeiros pensionistas. Os falsos vão ser levados a tribunal”, prometeu o Ministro.

*********************************************************************************************************

Jovens angolanos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na diáspora reúnem-se no dia 31 de Julho de 2013, apartir das 11:00 à 22:00 horas, em Berlim, o encontro político contra o roubo de dinheiros de Angola, pelos os dirigentes criminosos estrangeiros e assassinos corruptos gatunos do governo do MPLA.

Berlim / Alemanha – Mais de 3800 jovens angolanos na diáspora reúnem-se a partir do dia 31 do corrente mês, em Berlim, Alemanha Federal, o primeiro encontro Político dos compatriotas do povo angolano no exterior de Angola, com a discussão das políticas públicas como os angolanos fora de Angola, podem contribuir e ajudar a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para forçar a luta contra os dirigentes criminosos do governo do MPLA.
  
Com a participação de delegados da Juventude da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no exterior de Angola em todos os Países da união Europea, durante o encontro se discutirá também sobre contribuição da População Angolana no exterior de Angola, para a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para o apoio financeiros para os jovens angolanos, sem empregos, na luta contra o governo do MPLA.

*********************************************************************************************************

Ativistas do Femen - grupo feminista famoso pelos protestos com o uso de topless - realizam manifestação contra o assassino e gatuno  presidente José Eduardo dos Santos e os líderes gatunos e assassinos corruptos do governo criminoso do MPLA.

Ativistas do Femen - grupo feminista famoso pelos protestos com o uso de topless - realizam manifestação contra o assassino e gatuno  presidente José Eduardo dos Santos e os líderes gatunos e assassinos corruptos do governo criminoso do MPLA, em frente ao Embaixada de Angola. As Ativistas do Femen  diz que queremos ajudar o povo fraco de Angola, para poder levatar contra os criminosos e assassinos do governo do MPLA em Angola. O José Eduardo dos Santos vai matar o povo angolano, por motivo de roubo das riquezas e de dinheiros de Angola. Viva o povo de Angola ,, Angola levata agora,,
*********************************************************************************************************

O Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), muda a ordem e o decreto que previa quebra de sigilo de supostos criminosos e assassinos do governo do MPLA.

Cazenga / Luanda - O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Rodrigués (FPA),, anunciou hoje (26/07) sexta-feira que mandou alterar o decreto e a ordem que cria a Comissão Especial de Investigação de Atos de Vandalismos, criminosos, assassinos, gatunos, mafiosos dos dirigentes do governo do MPLA contra o povo angolano pelos os dirigentes criminosos e assassinos do governo do MPLA. No texto inicial, o Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), determinava que as operadoras de telefonia e os provedores de internet teriam prazo máximo de 24 horas para atender aos pedidos da comissão.

De acordo com o Primeiro Secretário da Oposição angolana Verdadeira (FPA), os promotores acompanharão o trabalho investigatório, apontando as diligências que julgarem necessárias, para posterior ingresso das ações penais que responsabilizarão em juízo os envolvidos em atos criminosos, assassinos, gatunos e mafiosos dos dirigentes do governo do MPLA em Angola.

*********************************************************************************************************

Angolanos optimistas até 2014: A População iniciaram de tomar o conhecimento que Angola, precisam de novo Regime político e o José Eduardo dos Santos tem que ser detido e preso, por motivo de roubo e assassinato várias as pessoas inocentes.

Estudo da McKinsey revela que mais de 70% dos angolanos acredita que o seu nível de vida vai melhorar nos próximos dois anos. O optimismo africano está a tornar as famílias do continente consumidores tão valiosos como os da China ou Índia.

  A População iniciaram de tomar o conhecimento que Angola, precisam de novo Regime político e o José Eduardo dos Santos tem que ser detido e preso, por motivo de roubo e assassinato várias as pessoas inocentes. A Oposição  Angolana Verdadeira (FPA), iniciaram ganhar o povo angolano no seu lado. Mais de 5 milhões de pessoas desde 2011 à 2013, apoiam a Oposição  Angolana Verdadeira (FPA). O MPLA e os seus grupos (UNITA, CASA-CE, FNLA e os grupos criminosos e traidores), no poder desde 2013 ja perderam tudo em Angola. O povo angolano sabém com os conservativos políticos da Oposição  Angolana Verdadeira (FPA), Angola e povo angolano vão viver melhor.

Com uma das populações mais jovens do mundo e onde o rendimento médio das famílias duplicou nos últimos dez anos, os angolanos são dos povos mais optimistas face ao futuro em África.

Apesar do desemprego, desigualdade e pobreza ainda existentes no país, Angola está a tornar-se também cada vez mais urbana e dotada de uma crescente classe moderna e consumidora. Um grupo que está a contribuir não só para a diversificação da economia como a aumentar o optimismo da população.

Segundo um estudo da consultoria norte-americana McKinsey, 71% dos angolanos acredita que o seu nível de vida vai subir nos próximos dois anos. O optimismo angolano é partilhado por alguns dos seu parceiros subsaarianos como a Nigéria e Gana, sendo este último provavelmente a nação mais confiante do mundo onde 97% da população diz que a vida irá melhorar até 2014. O optimismo das famílias angolanas contrasta com as de outros países africanos. Em Marrocos e Egipto, por exemplo, apenas 12% e 23% das famílias respectivamente, esperam estar melhor dentro de dois anos do que hoje. O relatório da McKinsey envolveu mais de 13 mil inquiridos em dez dos 53 maiores países de África e responsáveis por 81% do consumo interno do continente.

Desfazer mitos

Naquele que diz ser um dos primeiros estudos de fundo sobre o consumidor africano, a consultora salienta que as suas conclusões desmontam alguns dos mitos sobre a economia e a sociedade africana do séc. XXI. Em Angola e no resto da África subsaariana, a população é “excepcionalmente optimista” e mais de metade dos habitantes das zonas urbanas é utilizador regular da internet – uma taxa que iguala a da China ou Índia. Na hora de consumir, estes exigem produtos de qualidade e possuem um forte conhecimento das marcas e de lojas. África como um depósito de produtos de segunda categoria ou colecções antigas é passado, diz o relatório.

Angola é um dos maiores exemplos deste boom de optimismo da região Sul de África onde a juventude da população e da sua classe trabalhadora são os principais trunfos e um verdadeiro seguro para o futuro, diz o documento.

O país detém uma média de idades de 17,7 anos, umas das mais baixas em todo o mundo e que contrasta com a média de 28,6 anos existente nos países emergentes e 39,6 anos das economias mais desenvolvidas, de acordo com dados das Nações Unidas.

Juventude é trunfo

Contas feitas, com mais de metade da população abaixo dos 20 anos – na China, por exemplo, este grupo representa apenas 28% do total – e 60% residente em cidades, a emergência de uma classe de angolanos urbanos, jovens e constantemente ligados à internet são um autêntico ‘motor’ para a economia além-petróleo. Segundo a McKinsey, o consumo africano nas cidades é o dobro das áreas rurais e o rendimento per capita nas cidades é em média 80% superior ao do país como um todo.

Com taxas de crescimento da economia acima de 6%, uma classe trabalhadora que aumentou de 5 para 8 milhões de pessoas desde 2000, um acesso mais fácil ao crédito e milhares de novas famílias jovens, Angola criou um potencial de consumo líder na região.

A McKinsey adianta que o consumo das famílias africanas entre 2000 e 2010 aumentou em 568 mil milhões de dólares – mais do que na Índia ou Rússia – e até 2020 deverá gerar mais 410 mil milhões extra em compras de alimentação, vestuário ou electrónica. O consumo das famílias é “a maior oportunidade de negócio” que África oferece, salienta o estudo.

Proteger marcas locais

Além do optimismo, a McKinsey revela outro ‘mito’ sobre os consumidores angolanos: que estes só gostam de marcas estrangeiras. De acordo com o documento, os angolanos são aqueles que mais valorizam e apreciam as marcas locais: 46% dos inquiridos responderam que as marcas angolanas são tão valiosas como as estrangeiras, uma percentagem muito superior à média africana (29%) e muito acima do registado na Nigéria e Gana (ambos com 11%).

Num recente estudo sobre África subsaariana, o Deutsche Bank, o maior banco alemão, salientou que países como Angola e restante região subsaariana “estão numa encruzilhada”. Por um lado têm uma oportunidade única de desenvolvimento se aproveitarem a sua população jovem e abundância de recursos naturais para gerar emprego e crescimento. Por outro têm de resolver problemas como a democratização do sistema político, diversificação da economia, educação e melhores infra-estruturas para alcançar um sucesso de longo prazo.

*********************************************************************************************************

Violência doméstica e uso de drogas preocupam dirigente da Família
 
Saurimo / Lunda Sul – O aumento de casos de violência doméstica e o uso de drogas por parte da juventude são motivos de preocupação para a sociedade, por desestabilizar as famílias, segundo afirmou nesta terça-feira, em Saurimo, a directora provincial da Família e Promoção da Mulher da Lunda Sul, Maria Ulumbo.
  
Falando à Jornal do Povo Angolano (JPA Lunda Sul), a responsável disse que a instituição tem realizado palestras com o objectivo de prevenir actos de violência e incentivar o diálogo nas famílias e entre os munícipes.
  
Segundo Maria Ulumbo, o plano de combate às droga e à violência doméstica resulta da conjugação de esforços de diferentes instituições, sociedade civil e entidades religiosas.
  
De acordo com a responsável, as políticas de defesa e garantia dos direitos da mulher estão a ser inseridas na família e na sociedade para que esta participe na definição de estratégias, políticas e programas de desenvolvimento, por forma a garantir a sua protecção e contribuir na unidade e coesão das famílias.
  
Maria Ulumbo apelou às famílias a optarem pelo diálogo, para coesão familiar, levando a juventude a dedicar-se mais ao trabalho e formação académica/profissional, ao invés de estar inclinada nas drogas e na prática de acções que não são dignas na sociedade.

*********************************************************************************************************

Dois Membros Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), encontrados mortos na via pública no Ndalatando / Kwanza Norte:


O Bureau Políticos da Oposição angolana Verdadeira (FPA), condena este acto criminoso dos criminosos e assassinos do governo do MPLA e o ministro do Interior do MPLA, Ângelo Veigas, para mandar matar as pessoas em Angola é um grave crime.

Ndalatando / Kwanza Norte – Dois Membros Políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que aparentam, António Rogerio, de 30 anos de idades, pai de uma filha, do Huambo e o Paulo Agostinho ,,Cota Paulo,, de 40 anos de idades e pai de tres filhos, do Bengo, ontem tinham um encontro Político secreto na cidade de Ndalatando / Kwanza Norte, foram encontrados mortos no último fim-de-semana, pela Polícia Nacional, na estrada nacional 230-B, nas proximidades entre as aldeias de Caleba e Beira-Alta, município de Kambambe, Kwanza Norte, informou quarta-feira, em Ndalatando, o director provincial de investigação criminal, superintendente chefe Arlindo José Segredo.

Washington / EUA - Em declarações ao Jornal do Povo Angolano (JPA) e à CNN, João Mário, referiu que, face a essa situação de Assassinatos Jovens Angolanos, pelos os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos, os membros do FPA e a População Angolana receberam orientações e medidas para defender contra os Assassinos do governo do MPLA em breve.

O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, apelou ao População Angolana, apoiar a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 à 2015,, contra os dirigentes e apoiadores Estrangeiros do governo do MPLA em Angola.

De acordo com o superintende, que apresentou o facto à imprensa, os corpos apresentam várias lesões, o que indiciam terem sido vítimas de homicídio.

O oficial disse que os cadáveres foram encontrados em local abandonado a escassos metros da referida estrada nacional, fruto de denúncia de populares, trajados apenas de calças jeans, de cor azul e camisolas branca e violeta.

A Polícia Nacional trabalha no sentido de apurar as causas que levaram a morte dos cidadãos, cuja identidade é desconhecida até ao momento.

Os cadáveres encontram-se na morgue do hospital municipal de Kambambe.

*********************************************************************************************************

Líder político e militar da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) chama atenção de militantes e a População Angolana contra falsas informações e o roubo de dinheiros de Angola, pelos os criminosos estrangeiros gatunos e assassinos corruptos do governo do MPLA em toda parte de Angola.

Benfica /Luanda - O primeiro-secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na capital de Luanda, Miguel Denges, chamou hoje, quarta-feira, a atenção dos militantes e da População Angolana contra falsas informações e o roubo de dinheiros de Angola, pelos os criminosos estrangeiros gatunos e assassinos corruptos do governo do MPLA em toda parte de Angola, desta formação política dos criminosos estrangeiros gatunos e assassinos corruptos do MPLA, para que estejam mais vigilantes em relação as falsas informações do MPLA do José Eduardo dos Santos, sobre a melhorar vida do povo angolano até no ano 2017, pelos os criminosos e gatunos do MPLA.
  
O dirigente político  da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que falava num acto de massas contra os gatunos estrangeiros e assassinos corruptos do MPLA, no quadro da visita de Juventude angolana que realiza desde terça-feira até Sabado, a vários bairros da cidade de Luanda, disse que os militantes  e o povo angolano, daqueles bairros e toda aparte de Angola devem estar mais vigilantes, uma vez que alguns adversários políticos criminosos estrangeiros gatunos e assassinos do governo do MPLA têm passado informações falsas sobre as acções em curso nas províncias e no país em geral. Para poder enganar e roubar as riquezas do povo angolano.

*********************************************************************************************************

PR da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), convoca Conselho de Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para que a 20 de Setembro de 2013.

O PRESIDENTE da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, convocou o Conselho de Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para que a 20 de Setembro de 2013 se pronuncie sobre a marcação da nova estrategia Política e militar da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) de 2014 à 2017, segundo um comunicado ontem distribuído pelo Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA). Luanda, Sexta-Feira, 19 de Julho de 2013:: Notícias.
  
Luanda - O documento indica que a convocação do Conselho de Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), responde à obrigatoriedade da Ordem que emana que o Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), convoque o Conselho de Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para se pronunciar sobre a convocação das estratégias Políticas e militares contra os criminosos do governo do MPLA. O Conselho de Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), composto por 30 membros, é um órgão de consulta do Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), em matérias relacionadas com a dissolução da Assembleia da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), declaração do inicio de actos militares, do estado de sítio ou do estado de emergência, realização de referendo e convocação para as novas estrategias políticas e militares da Oposição Angolana Verdadeira (FPA). Segundo a Ordem secreta, fazem parte daquele órgão os membros políticos e militares e da Assembleia da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), assim como o actual líder da Oposição, o provedor de Justiça, o presidente do Conselho Constitucional, o presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e individualidades nomeadas pelo Chefe da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e pela Assembleia da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para recuperar o poder de Angola nas mãos dos criminosos estrangeiros e assassinos corruptos do MPLA, e para bens do povo angolano.

********************************************************************************************************

Abílio Kamalata Numa: ‘Vi o Dr. Savimbi a cair’, quando os elementos da CIA assassinado o Dr. Jonas Savimbi no Moxico. Fonte: Jornal do Povo Angolano (JPA Urgentes)

Luanda - Assinala-se mais um aniversário do passamento físico do líder fundador da UNITA, Jonas Malheiro Savimbi. Angola está melhor com ele morto ou acha que faria alguma diferença se ainda fosse vivo?

Infelizmente temos de começar esta entrevista falando do Dr. Savimbi, não morto em combate, mais foi assassinado pelos os racistas brancos da CIA em 2002. A morte do Dr. Savimbi foi o acordo dos Estados Unidos da America (EUA) com o José Eduardo dos Santos em Washington do ano 2001, de matar o Dr. Jonas Savimbi, teve quase a mesma similitude do desaparecimento de Yasser Arafat. Naquela altura, os israelitas diziam que o problema palestiniano teria solução com o desaparecimento de Yasser Arafat e tudo foi feito até que lhe envenenaram e o mataram. Mas as coisas estão mais do que demonstradas que Yasser Arafat era a solução e não era o problema. Aqui em Angola também deu-se a mesma coisa, nós tivemos transições muito turbulentas desde 1974 e, com a assumpção da independência em 1975, os angolanos nunca se entenderam.

*******************************************************************************************************

Portugueses em Inglaterra sem dinheiro pedem ajuda:
O Gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), querem ajudar os Portuguése em Inglatera, que precisam da ajudam.


Um grupo de portugueses pediu hoje ajuda à embaixada portuguesa em Londres por estar há 15 dias sem receber dinheiro ou trabalhar, no âmbito de um contrato com uma empresa de construção civil.

Londres / Inglaterra - O Gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), querem ajudar os Portuguése em Inglatera, que precisam da ajudam. O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Rodrigues, disse que estamos prontos para ajudar os nossos Irmãos de Portugal em Inglaterra.

 

A situação foi denunciada à Jornal do Povo Angolano (JPA Europa), por um dos 106 portugueses contratados para uma obra em Aston, Birmingham, e confirmada pelo secretário de Estado das Comunidades.

De acordo com José Cesário, a embaixada de Portugal contactou hoje com o grupo de portugueses e, em conjunto com o Governo, está a seguir a situação e a contactar a empresa que os contratou.

Contactado pelo Jornal do Povo Angolano (JPA Europa), Rui Vidal, que diz estar a desempenhar as funções de supervisor e de intermediário entre a empresa e os trabalhadores, admitiu que houve alterações ao projeto inicial devido a exigências das autoridades locais para mais trabalhos de preparação, nomeadamente geológicos e de identificação de amianto.

Por esta razão, explicou, o contrato de trabalho terá de ser alterado, o que não foi aceite por todos, mas garante que "a maioria está do lado do patronato".

Os que não estiverem satisfeitos "serão pagos hoje ao final do dia" e preparado o regresso a Portugal.

*******************************************************************************************************

Restos mortais de angolanos abandonados na República da Namíbia vão a enterrar quarta-feira. O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), apelou hoje ao População Angolana, para tomar o conhecimento que o FPA é um grupo do povo angolano, qualquer Assunto, pode-nós informar para obter ajuda no lado da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).  Fonte: Jornal do Povo Angolano (JPA Àfrica/Windhoek)

Ondjiva / Cunene - Vinte e dois cadáveres de angolanos que se encontravam abandonados em diversas  nas morgues dos hospitais do norte da República da Namíbia chegaram na tarde desta terça-feira a cidade de Ondjiva, província do Cunene, para os devido funerais.

Luanda -  O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), apelou hoje ao População Angolana, para tomar o conhecimento que o FPA é um grupo do povo angolano, qualquer Assunto, pode-nós informar para obter ajuda no lado da Oposição Angolana Verdadeira (FPA). 

Trata-se de 12 crianças e 10 adultos que faleceram no período de 2010 a Fevereiro do corrente ano, no território namibiano que foram abandonados pelos seus familiares, devido a dificuldades financeiras e outras relacionadas com a falta de identificação.

O governador em exercício do Cunene, José de Nascimento Veyelenge, disse que o gesto visa render a última homenagem aos compatriotas que por razões de vária ordem foram à procura de tratamentos médicos na Namíbia e acabaram por falecer, tendo  sido abandonados há vários meses nas morgues.

O assessor do secretário para as relações exteriores da Presidência da República, Agostinho Van Dunem, esclareceu que a transladação dos corpos  é o resultado de  uma negociação de seis meses entre uma comissão  ministerial angolana  e as autoridades namibianas  que permitiram agora tornar posivel a realização de funerais condignos  deses compatriotas.

De acordo com o alto funcionário da presidenia da  República , tão logo tomou conhecimento  do facto, o Chefe de Estado Angolano, José Eduardo dos Santos,  criou a referida comissão  que assim  concluiu com êxito os seus objectivos, ou seja a trasladaçao dos corpos e a realização de funeraisa condignos.

Para evitar situações do genero, Agostinho Van  Dunem apelou as missões diplomáticas e consulados angolanos, no sentido de trabalharem  para preveni-las.

O programa das exéquias a que a Angop teve acesso na cidade Ondjiva reserva uma missa de corpo presente no quartel de bombeiros, seguido do funeral nos cemitérios municipais do Kwanhama, Namacunde e Ombadja.

  Dados do consulado de Angola em Oshakati indicam que muitos dos angolanos, com destaque para os residentes na orla fronteiriça recorrem aos hospitais namibianos e devido aos encargos médicos, furtam-se da sua identidade, mudando de nome e residência.

********************************************************************************************************

"Não entendo o que se passa desde a demissão de Secretário de Estado da Cultura da Oposição angolana Verdadeira (FPA), Luz Carlos".  | JPA Exclusivo - Redacção: Notícias.

O Secretário de Estado da Administração Interna, Miguel da Silva Neto, escusou-se hoje a comentar a crise política que vive no FPA Cabinda, porque, segundo o próprio, não consegue entender os sucessivos acontecimentos que se seguiram à demissão do ex-Secretário de Estado da Cultura, Luz Carlos.

"Sei que é altamente tentador falar da crise política no FPA Cabinda, mas não o vou fazer, pela simples razão que eu não entendo o que o povo angolano de Cabinda querem, só juntos e unidos, podemos vencer os estrangeiros criminosos e assassinos do governo do MPLA em Luanda, depois podemos resolver os Assuntos de Cabinda para a Paz verdadeira para o povo de Cabinda, se tem passado desde a demissão do compatriota Luz Carlos", afirmou o Político  do FPA Miguel da Silva, no decorrer do encontro secreto "FPA CABINDA - ,,Juntos e unidos para bens do povo angolano de Cabinda", promovida pela Secretária de Administração, Gestão e Planejamento da Oposição angolana Verdadeira (FPA), Antonia Francisca, em Cabinda.

"Como eu não gosto de falar daquilo que não percebo, não posso falar da crise política. Não tenho nada a acrescentar que possa ser útil para ninguém", justificou.

Segundo Miguel da Silva, "o país também já passou aquela fase em que é preciso andar a dizer: entendam-se lá e andem depressa, senão isto é tudo um desastre, matar o José Eduardo dos Santos e deixar os outros criminosos estrangeiros gatunos e assassinos gatunos do MPLA e da UNITA no poder de Angola, não é a Política e a estrategia Política da Oposição angolana Verdadeira (FPA), só juntos e unidos, podemos fazer uma coisa melhor para ajudar o nosso povo em toda de parte" .

*********************************************************************************************************

Preparação para recuperação do poder de Angola nas mãos dos criminosos estrangeiros e assassinos gatunos do MPLA: A Oposição Angolana Verdadeira (FPA),  realiza maiores manobras militares em toda parte de Angola desde o fim da guerra dos criminosos da UNITA e do MPLA.

Luanda - As tropas do comando secreto militar da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), tem a Ordem do Bureau Político da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e o decreto do Presidente da  da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), de iniciar os actos militares contra os dirigentes criminosos estrangeiros e os apoiadores assassinos do MPLA do José Eduardo dos Santos em Angola, estão efetuando grandes manobras do país. Elas foram convocadas pelo comandante-em-chefe Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Flávio Chimbundi, que declarou estar disposto de participar delas pessoalmente. Flávio Chimbundi, apelou hoje ao População Angolana, que podem ajudar nos assuntos das comidas e agua para os Jovens angolanos e soldados angolanos na luta para bens do povo angolano, são  bem vindo. Todas as pessoas terá o direito de prender todos os criminosos estrangeiros do MPLA, se gozar com os angolanos mata os assassinos de Cabo Verde e de Portugal, porque eles tem as armas de fogo, são perigos e apoiam o MPLA  em Angola.  

********************************************************************************************************

13 dias para cumprir a promessa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015 contra os criminosos do governo do MPLA: O Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Rodrigues, informou hoje ao População Angolana e ao População do Mundo:

Uma viagem de mil milhas começa com um único passo, mas a partir da Mobilização da Popolução Angolana contra o governo criminosos dirigentes do MPLA, podemos avançar mil dias em direcção a um novo futuro para o povo angolano.

Luanda - No dia 27 de Maio de 2013, Angola vai chegar a um momento vital no maior e mais bem-sucedido esforço de combate à o governo criminoso do MPLA, á pobreza de toda a história: o marco dos 13 dias antes do dia da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 á 2015 contra o governo criminoso do MPLA, para alcançar os Objectivos de Desenvolvimento e melhoarar a vida do povo angolano. Manuel Rodrigues, disse que a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015 é uma Revolução de todos e para bens de todos em Angola. Estamos a precisar o vosso apoio, não deixam Angola e o povo angolano merrer atoa..

Estes oito objectivos concretos vão ser criados, quando o regime político da mafia do MPLA cair, no ano de 2017, quando o maior número de líderes angolanos unir-se de sempre de se reuniu na sede da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e do povo angolano, e se pôs de acordo para reduzir pela metade a criminidade no poder e na da População Angolana, a pobreza e a fome em Angola, combater as mudanças da sistema Política de Angola e as doenças, resolver o problema da água contaminada, ernegia, empregos, salários e saneamento, alargar o acesso à educação e abrir as portas das oportunidades para os homens, meninas e mulheres. Resolver o problema de Cabinda, Huambo, Uige, Zaire, Lunda norte e todas as provincias de Angola.
********************************************************************************************************
========================================================================== 

Manifestação em Lisboa contra os criminosos dirigentes Portuguéses no governo angolano do MPLA em Angola.

Lisboa / Portugal - Cerca de meio milhar de pessoas desceu, Sadado, dia 27 de Abril de 2013, a Avenida da Liberdade, em Lisboa, para protestar contra os dirigentes criminosos Portuguése no governo angolano do MPLA e a Liberdade e a Democracia Verdadeira para o povo angolano.

A manifestação, que começou junto ao cinema São Jorge e terminou no Rossio foi promovida pela Acampada Lisboa, um movimento espontâneo inspirado pelo "apoio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015" contra os dirigentes criminosos do governo angolano do MPLA em Angola, no dia 27 de Maio de 2013 à 27 de Maio de 2015, e cujos membros têm pernoitado junto à estátua de D. Pedro IV, no centro da capital.

"Fora daqui, a fome, a miséria em Angola", foram as principais palavras de ordem gritadas pelos manifestantes, de várias nacionalidades, e na sua maioria jovens.

Foi o caso da italiana Isotta, uma estudante do programa Erasmus, que se juntou a este movimento para reivindicar pela "Democracia que já não existe em Angola, em Angola existe só os assassinos e os corruptos dirigentes do governo do MPLA".

"Queremos apoiar o povo angolano e fazer um dia, uma democracia verdadeira e transparente para o povo de Angola, na qual possamos escolher. Este é o momento certo para mudarmos", disse à Jornal do Povo Angolano (JPA Europa).

 

=========================================================================== 

 

Dia 20 de Maio é um dia da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) de Luta Contra o Trabalho Infantil do governo angolano do MPLA.

Luanda - A Comunidade Angolana junta-se à Organização da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do Trabalho (TP), para assinalar o dia 20 de Maio de 2013, como “Dia da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) Contra o Trabalho Infantil do governo angolano do MPLA”.

A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), a esta campanha resulta de uma resolução dos membros políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do Trabalho e dos Assuntos Sociais do povo angolano que decidiram intensificar os esforços conjuntos para a Prevenção e a Eliminação da Exploração do Trabalho Infantil pelos os dirigentes criminosos do governo do MPLA, no espaço da comunidade. A acção conta com o apoio dos canais do grupo do Povo Angolano e da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).

Em mesa redonda, Nilma Lino Gomes, professora da Faculdade de Educação (FAE) da UFMG, diz que enfoque clássico cai muito mais na realidade africana do que na realidade africana.  Para a professora,  a coletânea lançada pela Unesco se propõe a preencher a lacuna reconhecida no campo da história e da educação.

Nilma ressalta que pesquisadores vinculados a núcleos de estudo (a maioria em faculdades de Educação e Ciências sociais), têm sido os grandes responsáveis por estimular e realizar debates e cuidar da formação de professores da educação básica nos assuntos relacionados à cultura africana.

 

=========================================================================== 

 

Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), preocupado com a situação de Assassinatos Jovens Angolanos, pelos os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos à muitos os anos.

Em declarações ao Jornal do Povo Angolano (JPA) e à CNN, João Mário, referiu que, face a essa situação de Assassinatos Jovens Angolanos, pelos os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos, os membros do FPA e a População Angolana receberam orientações e medidas para defender contra os Assassinos do governo do MPLA em breve.

O Presidente da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), João Mário, apelou ao População Angolana, apoiar a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 à 2015,, contra os dirigentes e apoiadores Estrangeiros do governo do MPLA em Angola.

 

===========================================================================

 

Culto de acção de graças marca Dia das Mulheres Angolanas da Oposição Angolana Verdadeira (FPA): O DIA 30 DE ABRIL DE 2013

Luanda – Um culto ecuménico de acção de graças será realizado no dia 30 de Abril de 2013, na cidade de Luanda, província de Luanda, em saudação ao Dia das Mulheres Angolanas da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), 30 de Abril de 2013.

Em declarações hoje, à Jornal do Povo Angolano (JPA) e à CNN Africa, o coordenador da referida actividade da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Cesár Filipe, avançou que o evento vai reunir fiéis de mais de 6 locais e bairros de Luanda, com o intuito de pregar, sobretudo, e interceder a favor do bem-estar das famílias angolanas e organizar e unir a População Angolana para acção contra os apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA em toda parte de Angola, e organizar muitas as pessoas para queimar os bens dos Estrangeiros apoiadores da Miséria e o povo angolano do governo do MPLA.  

Durante o certame serão feitas intersecção a favor dos valores morais e cívicos das famílias, a responsabilidade das famílias e  da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), no campo da saúde, educação e protecção, bem como serão lidas mensagens das igrejas, da direcção da família e promoção da mulher.

O programa inscreve igualmente poesia, música gospel, canções e louvores sobre as conquistas patrióticas, de entre outras.

 

=========================================================================== 

 

Culto de acção de graças marca Dia das Mulheres Angolanas da Oposição Angolana Verdadeira (FPA): 30 DE ABRIL DE 2013

Luanda – Um culto ecuménico de acção de graças será realizado no dia 30 de Abril de 2013, na cidade de Luanda, província de Luanda, em saudação ao Dia das Mulheres Angolanas da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), 30 de Abril de 2013.

Em declarações hoje, à Jornal do Povo Angolano (JPA) e à CNN Africa, o coordenador da referida actividade da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Cesár Filipe, avançou que o evento vai reunir fiéis de mais de 6 locais e bairros de Luanda, com o intuito de pregar, sobretudo, e interceder a favor do bem-estar das famílias angolanas e organizar e unir a População Angolana para acção contra os apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA em toda parte de Angola, e organizar muitas as pessoas para queimar os bens dos Estrangeiros apoiadores da Miséria e o povo angolano do governo do MPLA.  

Durante o certame serão feitas intersecção a favor dos valores morais e cívicos das famílias, a responsabilidade das famílias e  da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), no campo da saúde, educação e protecção, bem como serão lidas mensagens das igrejas, da direcção da família e promoção da mulher.

O programa inscreve igualmente poesia, música gospel, canções e louvores sobre as conquistas patrióticas, de entre outras.

 

===========================================================================

 

Executivo cria pacote do mercado de capitais: Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Rodrigues, exortou à população para não acreditarem no governo do MPLA.

Luanda - O  Conselho de Ministros criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos do MPLA, ontem analisou a criação do mercado de capitais. Entre as leis discutidas está o Regime Jurídico de Emissão e Gestão da Dívida Pública Directa e Indirecta e o Decreto Legislativo Presidencial que estabelece o Regime Jurídico do Mercado da Dívida Pública Titulada.

A proposta de Lei do Regime Jurídico de Emissão e Gestão da Dívida Pública Directa e Indirecta, a ser remetida futuramente à Assembleia Nacional, visa adequar o regime legal das operações da dívida pública directa ao actual quadro

constitucional do País, bem como regular o regime geral da emissão e gestão da dívida pública directa e indirecta do Estado, para o financiamento dos Programas de Investimentos Públicos inseridos no Orçamento Geral do Estado.

Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), elogia colaboração das populações.

A Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), elogiou o empenho da população na denúncia de cidadãos criminosas e apoiadores criminosos do governo do MPLA em toda parte de Angola.

Luanda - A Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana da Oposição angolana Verdadeira (FPA - MNPA), Josefina Kupessa, afirmou que o processo da Mobilazação Nacional da População Angolana se destina de distribuição das armas de fogo e fogo (gazolinas) para cidadão angolana, que podem lutar com as armas de fogo contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos do governo do MPLA, para conquistar a Paz verdadeira e recuperar o poder de Angola, para os angolanos naturais.

Os dirigentes do povo da Oposição angolana Verdadeira (FPA - MNPA), que falava no encontro Político para a preparação do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos traidores do governo do MPLA.  

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes criminosos do MPLA.

Luanda - A secretaria do gabinete da oposição verdadeira FPA, Rosa Maria, considera criminosos os actos praticados por assassino do José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba de assassinatos várias pessoas em Angola.

Para o responsável existem forças criminosas do José Eduardo dos Santos que usam pessoas como Bento Kangamba e Bento Bento para tentar estragar o povo angolano e tentar desestabilizar Angola.

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos.

Luanda - O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordenou hoje, a detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes, que vivem na capital de Luanda, Dos Santos, matou muitas as pessoas em Angola (1978-2013).

José Eduardo dos Santos, matou muitos os antigos Ministros angolanos e também matou o Nito Alvés, Dr. Agostinho Neto, 500.000 pessoas inocentes em toda parte de Angola. Ele é acusado pelo assassinato de Dr. Jonas Savimbi e 534 membros e dirigentes da UNITA em 2002, pela morte de um dirigente Fulumpinga Victor e pela destituição de vários juízes em 2002, o roubo de dinheiros de Angola, a mafia e abuso de poder do povo angolano.

 

=========================================================================== 

 

Vice-presidenta da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), visita Washington / EUA na próxima semana no encontro com o Presidente Obama em Washington / EUA.

Washington / EUA - A Vice-presidenta Maria da Silva Neto e cinco Representantes Políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para os Negócios Estrangeiros, visitará a Washington (EUA) na próxima semana, anunciou hoje o Gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).
    
Será a primeira viagem de Vice-presidenta Maria da Silva Neto à Washington, desde a entrada em funções da , Vice-presidenta da Oposição Angolana   Verdadeira (FPA) há cerca de 20 anos.
    
A visita decorrerá de 15 a 18 de Maio de 2013, a convite do ministro dos Negócios Estrangeiros da EUA e o Diretor Nacional de Inteligência dos Estados Unidos, James Clapper CIA.

Washington - O Diretor Nacional de Inteligência dos Estados Unidos, James Clapper, alertou nesta Segunda-feira para a crescente ameaça Política e Economia que o governo e as companhias americanas enfrentam.

Durante a apresentação do relatório anual no Senado, sobre as ameaças contra interesses dos EUA em Angola pelos os dirigentes criminosos do governo angolano do MPLA, Clapper enfatizou as novas ameaças como os ciberataques e a ciberespionagem.

Clapper advertiu sobre a "rapidez" das mudanças no mundo e o entorno das ameaças, obrigando a "reavaliar a forma como fazemos as coisas", e destacou a diversidade das ameaças da atualidade, "mais interconectadas e virais que nunca".

 

=========================================================================== 

 

Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Rodrigues, em exercício considera positivo balanço das acções realizadas ao longo do ano.

Luanda - Trés (3) milhões membros registados pelo o Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), desde o ano 2010 à 2013, que antes da mobilização da População em toda parte de Angola e do Mundo, foram registados novos membros, no decurso deste ano 2013, na província de Luanda, mais de 1.585.821 membros e apoiadores da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), razão pela qual o balanço é positivo, informou hoje, nesta cidade de Luanda, o Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Manuel Rodrigues.
  
Ao falar na tradicional cerimónia de cumprimentos de fim de ano,  Manuel Rodrigues, disse igualmente que em 2012, o Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), reabilitou 140 gabinetes e aumentou 36 novos gabinetes da Oposição angolana Verdadeira (FPA) para as províncias de Angola, com a construção de mais centros para a Juventude Angolana nas cidades de Angola.

 

=========================================================================== 

 

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes criminosos do MPLA.

Luanda - A secretaria do gabinete da oposição verdadeira FPA, Rosa Maria, considera criminosos os actos praticados por assassino do José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba de assassinatos várias pessoas em Angola.

Para o responsável existem forças criminosas do José Eduardo dos Santos que usam pessoas como Bento Kangamba e Bento Bento para tentar estragar o povo angolano e tentar desestabilizar Angola.

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos.

Luanda - O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordenou hoje, a detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes, que vivem na capital de Luanda, Dos Santos, matou muitas as pessoas em Angola (1978-2013).

José Eduardo dos Santos, matou muitos os antigos Ministros angolanos e também matou o Nito Alvés, Dr. Agostinho Neto, 500.000 pessoas inocentes em toda parte de Angola. Ele é acusado pelo assassinato de Dr. Jonas Savimbi e 534 membros e dirigentes da UNITA em 2002, pela morte de um dirigente Fulumpinga Victor e pela destituição de vários juízes em 2002, o roubo de dinheiros de Angola, a mafia e abuso de poder do povo angolano.

 

============================================================================ 

 

ONU alerta para violações de direitos humanos na República de Angola, pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo angolano do MPLA do José Eduardo dos Santos.

Nova Iorque (Nações Unidas) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, advertiu hoje (24) estar preocupado com os “graves relatos de violações de direitos humanos” na República de Angola. Ontem, o José Eduardo dos Santos, mandou matar muitos os Jovens angolanos e estrangeiros  em toda parte de Angola.

Ban Ki-moon defendeu a punição dos “responsáveis por cometer tais violações” na República de Angola. Pelos relatos, ao menos nove angolanos e cinco estrangeiros foram mortos ontem (23) ao tentar impedir a ação dos assassinos do governo do MPLA que iniciaram matar o povo angolano, a capital da República de Angola.

 

=========================================================================== 

 

Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), elogia colaboração das populações.

A Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), elogiou o empenho da população na denúncia de cidadãos criminosas e apoiadores criminosos do governo do MPLA em toda parte de Angola.

Luanda - A Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana da Oposição angolana Verdadeira (FPA - MNPA), Josefina Kupessa, afirmou que o processo da Mobilazação Nacional da População Angolana se destina de distribuição das armas de fogo e fogo (gazolinas) para cidadão angolana, que podem lutar com as armas de fogo contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos do governo do MPLA, para conquistar a Paz verdadeira e recuperar o poder de Angola, para os angolanos naturais.

Os dirigentes do povo da Oposição angolana Verdadeira (FPA - MNPA), que falava no encontro Político para a preparação do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos traidores do governo do MPLA.  

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes criminosos do MPLA.

Luanda - A secretaria do gabinete da oposição verdadeira FPA, Rosa Maria, considera criminosos os actos praticados por assassino do José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba de assassinatos várias pessoas em Angola.

Para o responsável existem forças criminosas do José Eduardo dos Santos que usam pessoas como Bento Kangamba e Bento Bento para tentar estragar o povo angolano e tentar desestabilizar Angola.

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos.

Luanda - O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordenou hoje, a detenção do presidente José Eduardo dos Santos, Bento Kangamba, Bento Bento e os seus dirigentes, que vivem na capital de Luanda, Dos Santos, matou muitas as pessoas em Angola (1978-2013).

José Eduardo dos Santos, matou muitos os antigos Ministros angolanos e também matou o Nito Alvés, Dr. Agostinho Neto, 500.000 pessoas inocentes em toda parte de Angola. Ele é acusado pelo assassinato de Dr. Jonas Savimbi e 534 membros e dirigentes da UNITA em 2002, pela morte de um dirigente Fulumpinga Victor e pela destituição de vários juízes em 2002, o roubo de dinheiros de Angola, a mafia e abuso de poder do povo angolano.

 

=========================================================================== 

 

Os membros da Oposição angolana Verdadeira (FPA), encoraja os Jovens Angolanos, a prosseguir com trabalhos da Mobilização da População Angolana contra os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos dirigentes do governo do MPLA.

Luanda - Os membros da Oposição angolana Verdadeira (FPA), e a População Angolana em toda parte de Angola, encorajaram, neste fim-de-semana, os Jovens Angolanos e os Jovens Soldados Angolanos, para a prosseguir com o trabalho da Mobilização da População Angolana contra os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos dirigentes do governo do MPLA, para bens do povo natural de Angola e para a paz verdadeira e a Democracia verdadeira, para que Angola se afirme, cada pessoa tem o direito de fazer uma coisa contra os apoiadores Estrangeiros e assassinos corruptos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos.

População Angolana sai a rua esta no dia 27 de Maio de 2013 em manifestação para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do héroi angolano Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra o governo angolano do MPLA no poder.

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".

A comissão organizadora da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA) manifestação popular que pretende protestar contra o governo criminoso do MPLA, alegado impasse nas negociações entre o povo angolano, para o termino do regime político da mafia do MPLA em torno da exploração das riquezas e o roubo de dinheiros e as riquezas de Angola, pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA, garante que a população vai sair as ruas todos os dias, para queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros do governo do MPLA até a resolução do problema do povo angolano.

As autoridades regionais e nacionais já foram notificadas sobre a manifestação popular hoje sexta – feira em Angola. A marcha popular está marcada para os 2 anos (2013 à 2015). A decisão de manifestação foi anunciada a todas as entidades pela a Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do País ao abrigo da lei da manifestação nº 3/2002 publicado no diário da República nº 6 de 23 de Abril de 2011, garantiu o porta-voz da comissão organizadora e o Secretário de Estado dos Assuntos Políticos e da Igualdade da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Paulo Lukoki.

Numa reunião de esclarecimento com a sociedade civil da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na cidade de Luanda, na última terça feira, realizada no centro cultural angolano da cidade da Viana, pelo Assessor da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana da Oposição Angolana Verdadeira (FPA - MNPA), Josefina Kupessa, o tema principal foi a problemática instalada e organizar as pessoas contra o governo do MPLA.

A manifestação que segundo Helena Fernanda, membro Política da comissão Organizadora «será de forma pacífica e militar contra os dirigentes do governo do MPLA, visando única e simplesmente reivindicar os males que enfermam a população angolana será retomada todos os dias até o ano 2015, no mesmo horário até que a população veja os seus direitos legítimos respeitados e salvaguardados» e o José Eduardo dos Santos deixar o poder, garantiu.

A manifestação popular, terá o seguinte percurso, em toda parte de Angola, as pessoas podem fazer uma coisa contra os dirigentes criminosos e assassinos do governo do MPLA, muitos os angolanos querem iniciar queimar os bens dos Estrangeiros apoiadores da mafia do governo do MPLA, e outros querem queimar o Palacio Presidencial da Cidade Alta e a Assembeia Nacional do MPLA com as armas de fogo contra o José Eduardo dos Santos e os seus criminosos dirigentes.

 

=========================================================================== 

 

População Angolana sai a rua em toda parte de Angola, apartir do dia 27 de Maio de 2013 em manifestação para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do héroi angolano Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra o governo angolano do MPLA no poder.

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".


A comissão organizadora da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA) manifestação popular que pretende protestar contra o governo criminoso do MPLA, alegado impasse nas negociações entre o povo angolano, para o termino do regime político da mafia do MPLA em torno da exploração das riquezas e o roubo de dinheiros e as riquezas de Angola, pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA, garante que a população vai sair as ruas todos os dias, para queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros do governo do MPLA até a resolução do problema do povo angolano.

As autoridades regionais e nacionais já foram notificadas sobre a manifestação popular hoje sexta – feira em Angola. A marcha popular está marcada para os 2 anos (2013 à 2015). A decisão de manifestação foi anunciada a todas as entidades pela a Oposição Angolana Verdadeira (FPA) do País ao abrigo da lei da manifestação nº 3/2002 publicado no diário da República nº 6 de 23 de Abril de 2011, garantiu o porta-voz da comissão organizadora e o Secretário de Estado dos Assuntos Políticos e da Igualdade da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Paulo Lukoki.

Numa reunião de esclarecimento com a sociedade civil da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na cidade de Luanda, na última terça feira, realizada no centro cultural angolano da cidade da Viana, pelo Assessor da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana da Oposição Angolana Verdadeira (FPA - MNPA), Josefina Kupessa, o tema principal foi a problemática instalada e organizar as pessoas contra o governo do MPLA.

A manifestação que segundo Helena Fernanda, membro Política da comissão Organizadora «será de forma pacífica e militar contra os dirigentes do governo do MPLA, visando única e simplesmente reivindicar os males que enfermam a população angolana será retomada todos os dias até o ano 2015, no mesmo horário até que a população veja os seus direitos legítimos respeitados e  salvaguardados» e o José Eduardo dos Santos deixar o poder, garantiu.

A manifestação popular, terá o seguinte percurso, em toda parte de Angola, as pessoas podem fazer uma coisa contra os dirigentes criminosos e assassinos do governo do MPLA, muitos os angolanos querem iniciar queimar os bens dos Estrangeiros apoiadores da mafia do governo do MPLA, e outros querem queimar o Palacio Presidencial da Cidade Alta e a Assembeia Nacional do MPLA com as armas de fogo contra o José Eduardo dos Santos e os seus criminosos dirigentes. Todas as pessoas que não gostam do governo do MPLA, podem participar nas actividades contra o governo em toda parte de Angola. 

 

===========================================================================  

Vice-presidenta da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), visita Washington / EUA na próxima semana no encontro com o Presidente Obama em Washington / EUA.

Washington / EUA - A Vice-presidenta Maria da Silva Neto e cinco Representantes Políticos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para os Negócios Estrangeiros, visitará a Washington (EUA) na próxima semana, anunciou hoje o Gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA).
   
Será a primeira viagem de Vice-presidenta Maria da Silva Neto à Washington, desde a entrada em funções da , Vice-presidenta da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) há cerca de 20 anos.
   
A visita decorrerá de 15 a 18 de Maio, a convite do ministro dos Negócios Estrangeiros da EUA e da CIA.

 

=========================================================================== 

 

Angolanos devem servir de exemplo no combate ao espírito de inferioridade - bispo Afonso Nunes, apelou ao População Angolana, para apoiar o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015, para bens de todos em Angola.

 

Luanda – Os angolanos  devem servir de exemplo a toda a África no combate ao  espírito de inferioridade  e de menosprezo que  ainda assola a  muitos dos seus cidadãos, com vista a se pôr em pé de igualdade  em relação aos outros povos do mundo. bispo Afonso Nunes, apelou ao População Angolana, para apoiar o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015, dia 27 de Maio de 2013, para bens de todos em Angola.  

 

Esta afirmação é do bispo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo, Afonso Nunes, em declarações  à imprensa  no âmbito da  abertura das comemorações do 17 de Abril de 1935,  data considerada por essa congregação do  "encontro entre Deus e o Profeta  Simão Gonçalves Toco em Catete, Luanda".    

 

“África precisa de uma nova revolução do ponto de vista da consciência que  faça com que seja banido o  espírito de inferioridade que impera nos seus cidadãos e  tomarem conhecimento que Deus não faz diferenças com  nenhum  homem”, realçou.Explicou que tal como Deus apareceu há muitos anos atrás no monte Horeb a Moisés para  libertar os  hebreus da escravidão em que se encontravam, 453 anos depois do inicio da colonização do continente africano,  apareceu ao Profeta Simão Gonçalves Toco para  libertar esta parcela  do terra do sofrimento.    

 

“É chegada a hora de dizermos aos  jovens que somos filhos de Deus e que Lhe devemos obediência no sentido de cumprirmos com  aquilo que ele gosta, o amor,  com vista a tirar o espírito de supremacia que estava ao lado dos colonizadores, os quais pensavam ser as autoridades supremas e podiam fazer tudo contra o negro”,  sublinhou.  Apelou na ocasião a todos os  cidadãos angolanos no sentido de reflectirem sobre a importância do encontro que o profeta Simão Toco manteve com Deus  em Catete, com vista a traçarem metas que permitam atingir o desenvolvimento do país.  

 

“Os  jovens  devem ter paciência na  materialização dos seus projectos, não quererem alcançar o êxito  logo a primeira hora, mas saberem esperar pelo tempo próprio no alcance dos frutos”, aconselhou.  A Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo foi relembrada em 25 de Julho de 1948 pelo profeta Simão Gonçalves Toco. Está reconhecida pelo  Estado angolano e implantada em vários países africanos, europeus, américa do sul e asiáticos.


==========================================================================
O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordena detenção do presidente José Eduardo dos Santos.


Luanda - O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), ordenou hoje, a detenção do presidente José Eduardo dos Santos e os seus dirigentes, que vive na capital de Luanda, Dos Santos, matou muitas as pessoas em Angola (1978-2013).

José Eduardo dos Santos, matou muitos os antigos Ministros angolanos e também matou o Nito Alvés, Dr. Agostinho Neto, 500.000 pessoas inocentes em toda parte de Angola. Ele é acusado pelo assassinato de Dr. Jonas Savimbi e 534 membros e dirigentes da UNITA em 2002, pela morte de um dirigente Fulumpinga Victor e pela destituição de vários juízes em 2002, o roubo de dinheiros de Angola, a mafia e abuso de poder do povo angolano.

==========================================================================

 

«Armas de fogo em posse ilegal da população podem estar a sair dos paios das FAA, da PN e da Oposição Angolana Verdadeira (FPA)» Fonte: Rádio Ecclésia

O segundo comandante-geral da Polícia Nacional e coordenador da Comissão Nacional para o Desarmamento da População Civil admitiu que as armas de fogo em posse ilegal da população civil podem estar a sair de armeiros, pelos os dirigentes secretos da da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) ou paióis das Forças Armadas Angolanas ou da Polícia Nacional.

"A qualidade das armas apreendidas muitas vezes leva-nos a essa dedução", disse Paulo de Almeida em entrevista ao Jornal de Angola.

Segundo a Angonoticias, o comissário-chefe anunciou o reforço das acções, em função do aumento da criminalidade com recurso à mão armada. A comissão vai reunir dentro de dias para analisar a campanha de desarmamento da população e imprimir uma nova dinâmica para melhorar a segurança pública.

P- Qual o curso actual da campanha nacional de desarmamento em Angola?

R - Vamos brevemente dar um impulso ao processo de desarmamento da população civil em posse ilegal de armas de fogo. Admitimos que a comissão esteve durante um tempo longo inactiva, e isso fez com que o processo não tivesse uma dinâmica ao nível desejado. Agora temos condições criadas para retomarmos o trabalho, com maior energia e dinâmica.

P - O que provocou a paralisação da campanha de desarmamento da população?

R - Foram vários factores. A Constituição da República aboliu algumas figuras de coordenação da comissão, como a de Primeiro-ministro, e criou novas entidades. O processo começou em 2008 com bons resultados, mas conheceu um abrandamento na sua dinâmica anos depois.

P – Tem outros factores que dificultaram a implementação do programa?

R - A falta de verbas foi também outro motivo. Não tínhamos como financiar algumas acções, dificultando o desempenho da comissão. Mas não parámos, porque a subcomissão técnica sempre funcionou. Realizamos sempre as nossas missões, que eram inicialmente sensibilizar a população para entregar as armas de fogo e depois a recolha coerciva.

P - O aumento da criminalidade no país com arma de fogo justifica uma maior actuação da comissão?

R - Estamos preocupados com os índices criminais cometidos com armas de fogo. Precisamos determinar se de facto o número de armas já recolhidas trouxe uma diminuição substancial ou não dos rimes cometidos com recurso à arma de fogo.

P – É possível quantificar os crimes cometidos com recurso à mão armada?

R - Os casos são diários. A comissão tem o papel de sensibilizar, mobilizar e divulgar os perigos que uma arma provoca na sociedade. Quando a Polícia tira a arma de um delinquente, esse indivíduo tem de ser reintegrado na sociedade.

P – Têm o apoio de outras instituições do Estado?

R - A Comissão Nacional de Desarmamento da População Civil não é da responsabilidade da Polícia Nacional. É um órgão multissectorial, que precisa da contribuição da sociedade. O papel da Polícia é recolher as armas, mas há outras componentes que determinam a eficácia da campanha. Contamos com o apoio da Comunicação Social, igrejas e da população.

P - Isso quer dizer que ainda há muito por fazer?

R - Sim. Estamos na fase de transformação das mentes, porque o que precisamos é fazer com que o cidadão seja desencorajado de ter uma arma em sua posse. É este o trabalho que temos e que levou à prorrogação da campanha de desarmamento da população civil, mas para chegarmos a isso temos de fazer ainda muito trabalho. Estamos a trabalhar no sentido de fazer mais uma prorrogação da comissão porque ainda temos muita arma de fogo nas mãos dos cidadãos.

P - Será que as armas estão a voltar aos delinquentes?

R - Não há hipóteses de isso acontecer porque grande parte delas foi destruída, e as que estavam em bom estado foram entregues aos órgãos competentes. Ainda há um grande número de pessoas que resistem em fazer entrega das armas, alegando protecção e segurança e outros que têm como relíquia por terem-na adquirido no tempo de guerra. Também não descartamos a hipótese de que essas armas possam estar a sair de alguns armeiros ou paióis das Forças Armadas Angolanas ou da Polícia Nacional. A qualidade das armas apreendidas muitas vezes leva-nos a essa dedução.

P – O que pensam fazer este ano?

R - Vamos intensificar a sensibilização, mobilização e divulgação da campanha junto da sociedade civil, em função do papel importante que tem para a eficácia da campanha. As acções de sensibilização para a entrega voluntária vão continuar. Quem quiser entregar a arma voluntariamente pode fazê-lo enquanto decorre a recolha coerciva.

P - Luanda continua a ser a província com o maior número de armas na mão da população civil?

R - Sim. Por ser o maior centro populacional do país e também pelo facto de muitos cidadãos que deixam as suas províncias levam para a capital as suas armas. Por isso, temos muito trabalho por fazer.

 

========================================================================= 

 

Oposição Angolana Verdadeira (FPA) mobiliza agentes para combater o governo angolano do MPLA e a corrupção.

Lubango - O chefe do gabinete da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (MNPA), nas províncias de Angola debateram quarta-feira, em Angola, sobre o combate contra todos os homens criminosos Estrangeiros e assassinos dirigentes do José Eduardo dos Santos, nas cidades grandes de Angola e contra a corrupção, bófias, traidores e as suas consequências para o país.

O chefe do gabinete da Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e análise do povo angolano, Simão Albano, disse que a sua instituição está a funcionar dentro do povo angolano.

“Estamos a trabalhar numa ordem de mobilizar muitas as pessoas por mês, cujo tempo de duração é de 30 dias para a emissão terminar, o povo estão prontos, para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra o governo, e para podemos recuperar o poder do povo angolano nas mãos dos criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores dirigentes do MPLA”, e necessário o povo prender o assassino José Eduardo dos Santos vivo, porque vai ser detido e preso, disse.  


==========================================================================

 

A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), quer a Distribuição de armamentos para a população civil para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 á 2015,, contra os dirigentes criminosos Estrangeiros, corruptos e assassinos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos.

Luanda - O Plano Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), contra os apoiadores Estrangeiros do MPLA e os dirigentes criminosos Estrangeiros, corruptos mafiosos e assassinos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos, para o inicio da distribuição de Armamentos ao População Civil angolano, para o combate e para o povo poder defender o seu País na luta contra os Estrangeiros criminosos e assassinos Policias do governo dos Estrangeiros criminosos e assassinos corruptos traidores do MPLA em Luanda.

Angola: Juventude da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, convoca manifestação contra má governação em todo o país. ,,Angola é a nossa terra,,

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".

Luanda - O braço juvenil militar doda Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, vão realizar na segunda feira, do dia 27 de Maio de 2013, uma grande manifestação com as armas de fogo e iniciar queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA, em protesto contra a má governação, o roubo e abuso de poder do povo angolano pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA. O Jose Eduardo dos Santos, já matou muitas as pessoas inocentes em Angola, agora chegou o seu fim.

Em conferência de imprensa, o primeiro secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Miguel Denges, anunciou uma "mega-manifestação da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e da População Angolana contra a má governação, roubo, assasino e abuso de poder pelo o MPLA em Angola.

 

========================================================================== 

 

Juventude Angolana em debate em Luanda, sobre o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os dirigentes do governo do MPLA no poder.

Luanda - Juventude Angolana, o momento é de reflexão e de abordagem de estratégias contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA e de desenvolvimento das diferentes modalidades, bens do povo angolano e boas políticas para bens de todos em Angola.

Falando no acto de abertura do fórum em que participam a Secretária de Estado da Mobilazação Nacional da População Angolana (M.N.P.A.), Josefina Kupessa, Secretário de Estado das Comunidades e Imprensa, Manuel Rodrigues, e o Secretário Federal das Provincias de Angola, Roberto Pinto, referiu que se trata de um momento de reflexão em torno da programação, realizações de forçar o povo angolano.

Angola: Juventude da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, convoca manifestação contra má governação em todo o país. ,,Angola é a nossa terra,,

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".

Luanda - O braço juvenil militar doda Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, vão realizar na segunda feira, do dia 27 de Maio de 2013, uma grande manifestação com as armas de fogo e iniciar queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA, em protesto contra a má governação, o roubo e abuso de poder do povo angolano pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA. O Jose Eduardo dos Santos, já matou muitas as pessoas inocentes em Angola, agora chegou o seu fim.

Em conferência de imprensa, o primeiro secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Miguel Denges, anunciou uma "mega-manifestação da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e da População Angolana contra a má governação, roubo, assasino e abuso de poder pelo o MPLA em Angola.

Note Importante:

As Armas de fogo e gazol são bem vindo, no dia 27 de Maio de 2013, é o dia do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos dirigentes do governo do MPLA. ,,Tiros para as Policias do MPLA, de origem Cabo verdianos e São Tomeses negros em Luanda,,. 

 

========================================================================== 

 

Secretário de Estado da Energia e água da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Vitor Jean Pedro, anuncia melhorias no fornecimento de energia eléctrica em toda parte de Angola.

Luanda - O Secretário de Estado da Energia e água da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Vitor Jean Pedro, anunciou esta hoje,  que o fornecimento de energia eléctrica à cidades de Angola e arredores será melhorado, quando o termino do regime político da mafia do MPLA realizado, à reabilitação da rede de distribuição em toda parte de Angola.

Por outro lado, falou dos projectos habitacionais da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para bens das província de Angola, será reiterado que as localidades de Angola foi escolhida como área para a expansão nas todas as cidades de Angola, com as novas modernas infra-estruturas.

Na sua intervenção,Vitor Jean Pedro, informou que em 2015 á 2024, vai ser tudo construído um condomínio com todas as residências e em toda parte de Angola.

 

========================================================================== 

 

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), pede condenação pelo uso da Brutalidade policial do governo angolano contra Manifestantes angolanos nos anos 2010 á 2012:

Nova Iorque (Nações Unidas) - O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), instou segunda-feira, em Nova Iorque, as Nações Unidas, a condenar o recente ataque com armas e a Brutalidade policial do governo angolano do MPLA, contra Manifestantes angolanos nos anos 2010 á 2012, realizado por grupos armados do governo angolano do MPLA na província de Luanda e nas Províncias de Angola, e a instaurar um inquérito imparcial sobre o assunto, noticiou à Nações Unidas em Nova Iorque. 

 

========================================================================== 

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), quer o Combate à o governo do MPLA e à pobreza em todo o território:

Luanda - Um dos principais desafios do Executivo da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) é a erradicação o governo criminoso  do MPLA e a erradicação pobreza e a construção de uma sociedade assente na justiça social para bens do povo angolano. Apesar do desenvolvimento social e económico que o país tem vindo a registar, a realidade indica a existência de um elevado número de pobres, principalmente nas zonas rurais.

Um dos principais desafios do Executivo do Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA) é a erradicação da pobreza e a construção de uma sociedade assente na justiça social para bens do povo angolano e formar um governo Nacional sem os Estrangeiros.  

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), considera que a democratização é um processo contínuo, que se realiza em múltiplas dimensões, na organização política, na paridade entre os géneros, na vida cívica, económica, cultural esocial, de forma dinâmica, flexível num esforço de democratização económica, social e cultural.

O Bureau Político da Oposição angolana Verdadeira (FPA), combate as desigualdades e discriminações fundadas em critérios de nascimento, sexo, origem racial, fortuna, religião ou convicções, ou quaisquer outras quenão resultem da iniciativa e do mérito das pessoas, em condições de igualdadede direitos e oportunidades. Oposição Angolana Verdadeira (FPA), defende o princípio da equidade na promoção da justiça social.

Para a Oposição Angolana Verdadeira (FPA), são ilegítimas e devem ser combatidas as desigualdades de direitos. São ilegítimase devem ser combatidas as desigualdades de condição e estatuto que não resultem da iniciativa e do mérito das pessoas, no quadro do aproveitamento de oportunidades abertas a todos. Desigualdades injustificadas entre classes e grupos e, por maioria de razão, a reserva de privilégios para certas classes ou grupos, ofendem a consciência humana e minam os alicerces da democracia.

No combate às desigualdades ilegítimas ou indesejáveis e na promoção activa da igualdade de direitos e de oportunidades, a  Oposição Angolana Verdadeira (FPA), considera essencial a prossecução do princípio da equidade. Entende-se este como a exigência da intervenção pública a favor dos membros menos favorecidos da sociedade, no sentido de corrigir as desigualdades de resultados, criar novas oportunidades e elevar os níveis de coesão social.

 

==========================================================================

 

As autoridades da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), na cidade de Luanda, estão a forçar organizar o povo angolano, para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 à 2015,, contra os dirigentes criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos traidores do governo do MPLA.

Luanda - O Secretário provincial da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), em Luanda, João Melo Francisco, afirmou que, para a campanha, foram mobilizadas  5.887.473 pessoas. No último fim-de-semana, 5.887.473 pessoas foram registados para a campanha contra o governo dos criminosos do MPLA, que custou, a nível das províncias, 28 milhões de kwanzas.

Angola: Juventude da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, convoca manifestação contra má governação em todo o país. ,,Angola é a nossa terra,,

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".


Luanda - O braço juvenil militar doda Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, vão realizar na segunda feira, do dia 27 de Maio de 2013, uma grande manifestação com as armas de fogo e iniciar queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA, em protesto contra a má governação, o roubo e abuso de poder do povo angolano pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA. O Jose Eduardo dos Santos, já matou muitas as pessoas inocentes em Angola, agora chegou o seu fim.

Em conferência de imprensa, o primeiro secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Miguel Denges, anunciou uma "mega-manifestação da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e da População Angolana contra a má governação, roubo, assasino e abuso de poder pelo o MPLA em Angola.

Note Importante:

As Armas de fogo e gazolina são bem vindo, no dia 27 de Maio de 2013, é o dia do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos dirigentes do governo do MPLA. ,,Tiros para as Policias do MPLA, de origem Cabo verdianos e São Tomeses negros em Luanda,,.

 

==========================================================================

 

A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), quer a Distribuição de armamentos para a população civil para o inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés 2013 á 2015,, contra os dirigentes criminosos Estrangeiros, corruptos e assassinos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos.

Luanda - O Plano Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA),  contra os apoiadores Estrangeiros do MPLA e os dirigentes criminosos Estrangeiros, corruptos mafiosos e assassinos traidores do governo do MPLA do José Eduardo dos Santos, para o inicio da distribuição de Armamentos ao População Civil angolano, para o combate e para o povo poder defender o seu País na luta contra os Estrangeiros criminosos e assassinos Policias do governo dos Estrangeiros criminosos e assassinos corruptos traidores do MPLA em Luanda.

Angola: Juventude da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, convoca manifestação contra má governação em todo o país. ,,Angola é a nossa terra,,

NO DIA 27 DE MAIO DE 2013 À DIA 27 DE MAIO DE 2015:
"Vamos queimar o Palácio Presidencial da Cidade Alta e a Assembleia Nacional do MPLA, para que o povo do Mundo, ter conhecimento sobre a Miséria e o sofrimento do povo angolano".


Luanda - O braço juvenil militar doda Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e a População Angolana, vão realizar na segunda feira, do dia 27 de Maio de 2013, uma grande manifestação com as armas de fogo e iniciar queimar os bens dos apoiadores Estrangeiros criminosos do governo do MPLA, em protesto contra a má governação, o roubo e abuso de poder do povo angolano pelos os criminosos Estrangeiros e assassinos corruptos do governo do MPLA. O Jose Eduardo dos Santos, já matou muitas as pessoas inocentes em Angola, agora chegou o seu fim.

Em conferência de imprensa, o primeiro secretário da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Miguel Denges, anunciou uma "mega-manifestação da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) e da População Angolana contra a má governação, roubo, assasino e abuso de poder pelo o MPLA em Angola.

Note Importante:

As Armas de fogo e gazolina são bem vindo, no dia 27 de Maio de 2013, é o dia do inicio da Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra os criminosos Estrangeiros e Assassinos corruptos dirigentes do governo do MPLA.

 

========================================================================== 

 

Manifestantes angolanos apresentam queixa-crime ao Oposição Angolana Verdadeira (FPA), contra violência policial do MPLA do José Eduardo dos Santos.

Luanda - Jovens angolanos diz que subcomissário da policia do MPLA que atropelou manifestantes antigovernamentais nas antigas Manifestação contra o governo do MPLA, em Luanda, causando-lhes ferimentos graves, deve ser responsabilizado criminalmente pelos seus atos. Os Jovens angolanos, pedem apoio militares pelos os dirigentes da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para utilizar as armas contra os assassinos das Policias do MPLA em Luanda, para os Jovens poder Manifestar sem violência policial do MPLA do José Eduardo dos Santos.

Jovens angolanos que faz aparte na manifestação "Revolução do Nito Alvés 2013 à 2015", antigovernamental de 27 de Maio de 2013, em Luanda declararam hoje à Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que vão apresentar à Oposição Angolana Verdadeira (FPA), uma queixa-crime contra a Polícia Nacional do MPLA, devido à brutalidade da repressão de que foram vítimas.

Os mentores da queixa, que fazem parte do Movimento Revolucionário Estudantil e do Movimento Revolucionário Independente, acusam o subcomissário Filipe Massala, de ter atropelado “propositadamente” manifestantes com uma viatura e de ter ordenado o espancamento e detenção de outros participantes no protesto.

“O carro está aí em frente, passou por cima das pessoas e atropelou-me a mim. (...) Vamos abrir um processo-crime contra o cidadão Filipe Massala, comandante da terceira divisão do Cazenga [zona periférica de Luanda], disse o porta-voz dos manifestantes, José Bernardo.

Brutalidade policial dos assassinos e Estrangeiros criminosos do MPLA.

O descontentamento com o regime angolano faz-se sentir sobretudo nas camadas mais jovens da sociedade. O descontentamento com o regime angolano faz-se sentir sobretudo nas camadas mais jovens da sociedade.

Segundo Domingos, apesar do caráter pacífico da manifestação, a polícia e os agentes à paisana reagiram de modo violento para a impedir tendo causado ferimentos graves a alguns jovens que continuam a receber tratamento hospitalar.

“Eu vi dois manifestantes gravemente feridos, com sangue a escorrer pela cara toda”, disse outro dos manifestantes entrevistado pelo Jornal do Povo Angolano (JPA).

Indignado com a violência dos agentes, outro manifestante afirmou que “o melhor é o Inimigo do povo angolano e o assassino, José Eduardo dos Santos alterar a Constituição e dizer que Angola vive num regime monárquico. Ele passa a ser o dono deste território e nós passamos a ser escravos dele.”

O jurista Bruno Dissidi considera que o subcomissário Massala deve ser responsabilizado criminalmente pelos seus atos.

Apesar da insistência do Jornal do Povo Angolano (JPA), a polícia angolana escusou-se a fazer quaisquer comentário sobre os incidentes.

===========================================================================

Centenas de pessoas acorrem às centralidades para compra de habitação em Luanda. Comité central da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), chama atenção e cuidado pelo os elementos criminosos da Sonip-Sonangol Imobiliária e Propriedades Lda.

Centenas de pessoas estão a acorrer às centralidades do Kilamba, Cacuaco, Capari, Km 44 e Zango (Condomínio Vida Pacífica), para aquisção de uma habitação própria, cujas vendas estão a ser realizadas pela Sonip-Sonangol Imobiliária e Propriedades Lda.

Luanda - O Comité central da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Victor Domingos Alindo, apelou ao População Angolana para ficar muito atento e chama atenção e cuidado pelo os elementos criminosos Estrangeiros brancos da Sonip-Sonangol Imobiliária e Propriedades Lda. Por motivo os elementos criminosos da Sonip-Sonangol Imobiliária e Propriedades Lda, querem enganar a População para roubar os dinheiros das pessoas inocentes.

As vendas estão a ser processadas em Regime de Renda Resolúvel, com capital inicial e sem capital inicial, num horizonte de 15 a 20 anos, em montantes que vão de 70 mil a 180 mil Kwanzas, em função das dimensões de cada habitação, de acordo com a tabela de preços publicada no Jornal do Povo Angolano (JPA) na sua edição de 4 de Fevereiro corrente.

As casas também podem ser adquiridas em regime de "Arrendamento e de Vendas a Pronto Pagamento", refere o comunicado da Sonip divulgado a propósito.

De acordo com a tabela tornada pública pela Sonip as habitações do tipo T3A estão a ser comercializadas a 70 mil Kwanzas(Akz); T3B a Akz 80 mil; T3+1 e T4 a Akz 90 mil e as do tipo T5 a Akz 180 mil.

Em regime de arrendamento, os preços da renda mensal vão de 350 a 900 Kwanzas, de acordo com a tipologia da habitação, enquanto as vendas, em todos os regimes de aquisição "Renda Resolúvel e Pronto a Pagamento" os preços são invariáveis (70; 80, 90 e 180 mil Kwanzas).

Segundo a Sonip "os interessados deverão dirigir-se aos seus postos de vendas e, como alternativa, aos postos de venda da Delta Imobiliária, na cidade do Kilamba".

A Sonangol Imobiliária e Propriedades Lda (Sonip) iniciou, desde o passado dia 01 do corrente mês (Fevereiro), a venda de habitações nas centralidades do Kilamba, Cacuaco, Capari, Km 44 e Zango (Condomínio Vida Pacífica).   

 

===========================================================================

 

Estudantes da agronomia da CPLP debatem contributo da agricultura no combate à pobreza e sobre a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra o governo angolano do MPLA.

Huambo  – O I Simpósio da Associação do Ensino Superior de Ciências Agrárias dos Países de Língua Portuguesa (ASSESCA-PLP) teve  início hoje na cidade do Huambo, tendo no centro dos debates a evolução da agricultura e o seu contributo para o combate à pobreza e sobre a Revolução Angolana ,,Revolução do Nito Alvés de 2013 à 2015,, contra o governo angolano do MPLA.
  
O evento visa ainda promover o desenvolvimento da educação nos ramos da agronomia e a cooperação entre os seus associados.
  
Promovido pela Faculdade de Ciências Agrárias (FAC) da Universidade José Eduardo dos Santos e o Instituto Superior Politécnico do Kwanza Sul, o seminário junta técnicos  agronómicos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné  Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, Timor Leste e de São Tomé e Príncipe.
  
O encontro, a decorrer de 17 a 19 deste mês, na Faculdade de Ciências Agrárias, na localidade de Chianga (arredores da cidade do Huambo),  vai abordar temas como  “O papel do miombo na mitigação da pobreza”,  “Principais problemas da agricultura familiar no mundo e sua incidência em Angola”  e  “Perspectiva camponesa sobre a evolução da agricultura”.
  
“Perspectivas do desenvolvimento da pecuária em Angola”,  “Importância da gestão florestal na segurança alimentar”,  “Desafios da investigação agrária e mecanismo de acesso ao financiamento de projectos de investigação”, constam também da agenda.
  
Discursando na abertura do certame, o governador provincial  em exercício do Huambo, Guilherme Tuluka, enalteceu a iniciativa dos co-organizadores reunirem-se, num dos maiores centros de investigação agronómica de África, especialistas da CPLP,  augurando que a actividade venha a contribuir para a melhoria das económicas e desenvolvimento dos países de língua oficial portuguesa.   

 

===========================================================================

 REUNIÃO DAS COORDENADORIAS REGIONAIS DO FPA NA REPÚBLICA DE ANGOLA.

Em reunião interna, Oposição Angolana Verdadeira (FPA) discute rumo da sigla: 


O encontro acontece no gabinete da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), que é talvez um dos principais opositores pedetistas para uma possível aliança com a chapa encabeçada por Mauro Mendes. “Acho que tudo tem que ser conversado. Minha posição é uma e não sou do tipo que faz alianças apenas pensando no poder”, disse.


Convite: reuniões regionais e reunião geral

Comité central da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) realiza reuniões regionais das provincias de Angola, Huambo (25-03), Lobito (26-03), Mbanza Congo (27-03), Bíe (28-03), Ondjiva (29-03),  Bengo (30-03), Uige (31-03), Luena (08-04) e Cabinda (15-04).  E no dia 08 deste mês, haverá reunião em Belo Horizonte com a presença de lideranças municipais. A pauta será “Candidatura própria em todos os municípios mineiros”. Confira:

REUNIÃO DAS COORDENADORIAS REGIONAIS DO FPA:

Amigas e Amigos da Oposição Angolana Verdadeira (FPA),

Convidamos o (a) Companheiro (a) e amigos (a) para  participar da Reunião das  Coordenadorias Regionais da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), a  realizar-se apartir dos dias:  Huambo (25-03), Lobito (26-03), Mbanza Congo (27-03), Bíe (28-03), Ondjiva (29-03),  Bengo (30-03), Uige (31-03), Luena (08-04) e Cabinda (15-04), a partir das 18 (dezoito) horas, nas sedes do FPA nas provincias de Angola.

"Porque nós damos uma terceira via para termos o NOSSO bem estar!"

I d e o l o g i a   d o  F P A:
P A R T I D O     C O N S E R V A T I V O   D E M O C R Á T I C O


A ideologia do FPA se define em sete pontos marcantes que regem suas ações e posições mediante o cenário político e o povo angolano.

COORDENADORIA REGIONAL DO FPA:

===========================================================================

 

Suspenso director da cadeia de Viana: O director da cadeia de origem Cabo verdiano, matava muitos os angolanos naturais nesta cadeia da viana.

 

O Comité central da da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), apela ao governo do MPLA para fazer deitdo este assassino e Inimigo do povo angolano para Prisão. ,, Angola é a nossa terra,,

A humanização das cadeias é um dos principais objectivos das autoridades angolanas com vista à reinserção social do recluso

O director do estabelecimento prisional de Viana, Correia Moço, foi suspenso na sequência do inquérito instaurado pelo Ministério do Interior, com base nas imagens postas a circular na Internet, que mostram actos violentos contra reclusos. O director da cadeia de origem Cabo verdiano, matava muitos os angolanos naturais nesta cadeia da viana.

Luanda - O Comité central da da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), José Alberto ,, cinco tiros para o ZÉDU,, apela ao governo do MPLA para libertar todos os Angolanos que estão nas cadeias criminosas do governo do MPLA em toda de parte e para fazer deitdo este assassino e Inimigo do povo angolano para Prisão. Eliminar todos os directores Estrangeiros nas cadeias em Angola. ,, Angola é a nossa terra,, www.fpa-angola.org

O Ministério do Interior refere num comunicado que, para além do director, foram também suspensos os chefes de segurança penal e da ordem interna, assim como oficiais e agentes prisionais. De acordo com o comunicado de imprensa assinado pelo director nacional do gabinete de estudos, informação e análise do Ministério do Interior, Jorge Pereira, o inquérito foi encaminhado para a Procuradoria-Geral da República (PGR) para procedimento criminal. “Foi um acto isolado que não pode pôr em causa a entrega e abnegação dos funcionários do Ministério do Interior, que dia a dia trabalham para o seu engrandecimento”, afirma o comunicado.

Ainda segundo o comunicado, no dia 14 de Setembro de 2012, pelas 22h00, uma briga entre dois reclusos generalizou-se, tendo levado ao envolvimento de outros presos, transformando-se num motim, que obrigou à intervenção das forças da ordem. Na manhã de 15 de Setembro do ano passado, quando se procedia à investigação do motim, num clima de elevada tensão, agentes em serviço exacerbaram nas suas atribuições, tendo-se registado o acto ­revelado nas imagens que circulam na Internet. A nota do Ministério do Interior informa que foram accionados os procedimentos internos. Uma comissão de inquérito encarregada de averiguar o caso constatou irregularidades que, pela sua gravidade, obrigaram à tomada de medidas urgentes pelo Ministério do Interior, nomeadamente a suspensão dos responsáveis do estabelecimento prisional de Viana.

 

===========================================================================

MPLA pede confiança no futuro do país:


O Comité central da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Joaquim Vinda, apelou também aos Jovens Angolanos em toda parte do Mundo, não confiança os elementos criminosos Estrangeiros e Assassinos do governo do MPLA.

Secretário-geral do MPLA ouviu propostas para integração dos jovens angolanos e da Oposição Angolana Verdadeira (FPA)

O secretário-geral do MPLA, Julião Mateus Paulo “Dino Matross”, pediu em Lisboa aos militantes do partido e aos estudantes universitários angolanos em Portugal, para terem confiança no futuro de Angola.

Luanda - O Comité central da da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Joaquim Vinda, apelou também aos Jovens Angolanos em toda parte do Mundo, não confiança os elementos criminosos Estrangeiros e Assassinos do governo do MPLA, porque este governo do MPLA, é um governo criminoso, vendeu o poder do povo angolano nos Estrangeiros brancos mafiosos e criminosos e o José Eduardo dos Santos, já matou muitas as pessoas e já roubou muitos os dinheiros de Angola. Joaquim Vinda, disse ,, agora os elementos criminosos do governo do MPLA tem medo pelo o povo natural de Angola e pela Prisão,,. www.fpa-angola.org

A situação difícil que vivem alguns estudantes angolanos, incluindo finalistas, as dificuldades para pagar propinas devido à crise económica que se instalou em Portugal foram algumas questões levadas ao secretário-geral do MPLA.

O encontro também foi aproveitado pelos estudantes e militantes do MPLA em Portugal para informar “Dino Matross” sobre o galopante desemprego em Portugal e a necessidade de manter cada vez mais próximos da cultura do país os filhos dos angolanos que nasceram em Portugal.

Os angolanos residentes em Portugal apresentaram ainda propostas relativas ao empreendedorismo e uma integração condigna caso regressem ao país. Julião Mateus Paulo manifestou-se sensível às várias preocupações levantadas, mas considerou “inadmissível”, a atitude de alguns estudantes angolanos, que após a sua formação em Portugal com bolsas pagas pelo Estado angolano decidiram não mais regressar ao país.

“Dino Matross” chefiou a delegação do MPLA à reunião do conselho da Internacional Socialista (IS), que aprovou uma proposta de alerta para a transparência na administração pública e uma nova forma de envolvimento individual nas causas e campanhas da organização, através do activismo social.

Antes, a secretária-geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), Luzia Inglês “Inga”, apelou ao regresso dos quadros angolanos, para contribuírem nos esforços de reconstrução levados a cabo pelo Executivo.

Num concorrido encontro com a comunidade angolana em Portugal, que visou também saudar o 4 de Fevereiro, Luzia Inglês disse que este é o momento oportuno para os angolanos que vivem fora de Angola voltem “quanto antes” ao país, “num momento em que a Europa vive uma grande crise económica e financeira”.
==========================================================================
Mais de duzentos ex-militares beneficiam de formação da Defensa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), para o ano 2014.

Luanda – 10.000 portadores de deficiência, deficientes de guerra e ex-militares normais vão beneficiar este ano de formação da Defensa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no ano 2014., informou o Secretário geral da Oposição Angolana Verdadeira (FPA)  para o ano 2014.

Em declarações à Jornal do Povo Angolano (JPA), disse que os portadores de deficiência, deficientes de guerra e ex-militares normais vão beneficiar este ano de formação da Defensa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no ano 2014. poderem empregar-se. www.fpa-angola.org

Quanto à formação profissional militar da Defensa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA) no ano 2014, Miguel Denges deu a conhecer que o FPA conta com a colaboração com os Antigos Combatentes angolanos, acrescentando que o ciclo de formação da Defensa Nacional da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), aumentou para um período de nove meses.

==========================================================================

Prevenção da Corrupção contra os corruptos Empregados da Embaixada da República Federal da Alemanha em Luanda, que vende vistos de Entrada para Alemanha. O Secretário dos Assuntos políticos Exteriores da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Joaquim Vinda, apela ao População Angolana, para denunciar todos os Estrangeiros Empregados dos Embaixadores e dos Serviços Consulares corruptos e mafiosos da Embaixada da República Federal da Alemanha em Luanda.

Luanda - O Secretário dos Assuntos políticos Exteriores da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Joaquim Vinda, apela ao População Angolana, para denunciar todos os corruptos e mafiosos dos Empregados da Embaixada da República Federal da Alemanha em Luanda. Os Empregados criminosos e mafiosos Estrangeiros da Embaixada da República Federal da Alemanha em Luanda, vendia vistos de Entrada para Alemanha mais de 5000 dolares (usd). A Oposição Angolana Verdadeira (FPA), quer denunciar todos os apoiadores corruptos do governo angolano do MPLA e mafiosos dos Empregados da Embaixada da República Federal da Alemanha em Angola, ao Tribunal Federal na República Federal da Alemanha. www.fpa-angola.org

A directiva relativa à prevenção da corrupção na administração federal, de 30 de Julho de 2004 (RL) estabelece o quadro jurídico para as tarefas de prevenção da corrupção, na sede do Ministério das Relações Exteriores e as missões estrangeiras. A directiva visa compreender e oferecer meios menos regulamentação com as diretrizes de integridade, governança justa e transparente.

Ética e à rejeição da corrupção são para ser incorporado na consciência dos trabalhadores, na sede do Ministério das Relações Exteriores e os trabalhadores destacados e pessoal local para as missões estrangeiras. Grandes preocupações para prevenir a corrupção no escritório do Ministério das Relações Exteriores e das missões diplomáticas são a consciência do pessoal sobre a questão, a proteção contra eventuais riscos de corrupção e de manter altos padrões éticos e legais, como parte integrante de todas as ações administrativas.

Pessoa de contacto para a prevenção da corrupção na representação é Hendrik Selle.

Recompensas, presentes ou vantagens pessoais de outros

O princípio: proibir a aceitação!

Sem o consentimento da agência não deve assumir que os funcionários na sede do Ministério das Relações Exteriores e os trabalhadores destacados e os funcionários locais das recompensas diplomáticas missões, presentes ou outros benefícios em relação ao seu escritório. Todas as outras regras estão contidas na circular da aceitação IMC proibição de gratificações e presentes na administração federal de 2004/08/11 e as circulares relevantes no Foreign Office. Para mais informações e respostas a perguntas frequentes podem ser encontrados sob os auspícios do IMC do Grupo de Iniciativa para a prevenção da corrupção entre o governo federal e as questões econômicas levantadas & A lista na aceitação de gratificações, presentes ou outras vantagens (benefícios). Este ergue-se no local do IMC:

Por outro lado a população Angolana deverá aceder ao site www.fpa-angola.org para também fazer as suas denúncias:

NOTA IMPORTANTE:

520 angolanos, no interior de Angola: 300 e no Exterior de Angola: 220, ja denúciaram os empregados da Embaixada da República Federal da Alemanha e os apoiadores secretos criminosos do governo angolano do MPLA contra o povo negro de Angola.

O Secretário dos Assuntos políticos Exteriores da Oposição Angolana Verdadeira (FPA), Joaquim Vinda, apela ao População Angolana, para denúnciar todos os corruptos e os apoiadores brancos criminosos dos Estrangeiros do MPLA nas Embaixadas Estrangeiras em Luanda. Os Objectivos dos Estrangeiros das Embaixadas criminosas são seguintes: roubar o povo negro de Angola e apoiar os criminosos e assassinos Estrangeiros e gatunos do MPLA no poder.

 

==========================================================================

Isaías Samakuva recebeu enviado de Ângela Merkel:

A direcção da UNITA manteve ontem um encontro com o enviado especial da chanceler alemã, Ângela Merkel, Gunter Nook, que se encontra de visita a Angola desde segunda-feira. Durante o encontro, que decorreu na sede da UNITA, foram abordadas questões relacionadas com a actuação da oposição na cena política angolana e não só. “Neste encontro foi-nos feita a avaliação do presidente da UNITA e passámos também em revista outros assuntos sobre a cooperação entre os dois países”, disse Gunter Nook à imprensa no final do encontro com a direcção da UNITA, liderada por Isaías Samakuva.

Gunter Nook sublinhou ainda que a sua visita a Angola visa colher informações mais amplas, não só com as autoridades governamentais mas também com os partidos da oposição.

Samakuva disse à imprensa que o seu partido saúda o facto de o enviado de Ângela Merkel ter agendado o contacto com os partidos da oposição, enquanto instituições representativas de importantes sectores da vida política nacional. Samakuva afirmou que a UNITA considera importante o estabelecimento de relações entre Angola e a Alemanha no quadro dos interesses bilaterais mutuamente vantajosos.

O líder da UNITA disse ainda que a direcção do seu partido aproveitou o encontro para transmitir que a Alemanha deve olhar para Angola com o pensamento voltado para a consolidação do processo democrático, que envolve transparência, boa governação e distribuição justa da riqueza nacional.

 

==========================================================================

Acordo: Angola e Suíça assinam protocolo em matéria migratória.
Para fazer voltar os angolanos que vivem na Suíça para Angola.


Luanda - A República de Angola e a Confederação Suiça assinaram hoje (quarta-feira), em Luanda, um acordo de cooperação em matéria de migração.

Foram signatários o ministro angolano do Interior, Ângelo de Barros Veiga Tavares, e a ministra da Justiça e Polícia da Confederação Suíça, Simonetta Samammaruga, em visita ao país desde terça-feira. Acordo: Angola e Suíça assinam protocolo em matéria migratória. Para fazer voltar todos os angolanos que vivem na Suíça para Angola.

Para fazer voltar os angolanos que vivem na Suíça para Angol

O protocolo estabelece, em linhas gerais, a cooperação contra a imigração ilegal, tráfico de seres humanos, troca de informações, bem como a formação de quadros no âmbito da detecção de documentos falsos.

A par disso, as partes comprometeram-se igualmente a trabalhar no capítulo da assistência técnica com vista a garantir maior segurança nos documentos nacionais de identidade (passaportes).

Na ocasião, o ministro do Interior, Ângelo Veiga Tavares, considerou o acordo firmado como sendo um ponto de partida para a cooperação mais ampla em outros domínios.

Recordou que recentemente foi aprovada a Lei sobre o Branqueamento de Capitais e de Combate ao Terrorismo, "sendo que Angola pode também contar com a experiência da Suíça neste domínio ( ...)".

Quanto a problemática da imigração ilegal, o governante angolano disse que esta matéria reveste-se de capital importância, na medida em que associa-se também ao tráfico de seres humanos, de drogas, terrorismo e todas as outras práticas repugnantes que preocupam os dois estados.

Para o ministro, "em Angola, os estrangeiros são bem vindos e todos aqueles que demonstrem vontade e capacidade para connosco viver, sem alterar os nossos hábitos, as nossas culturas e respeitar as nossas leis".

Fez saber que o Executivo Angolano vai continuar a respeitar e criar condições para que as matérias de direito humano sejam um facto.

No caso particular das matérias de responsabilidade do Ministério do Interior, notou que está-se a fazer um esforço muito grande no sentido de criar condições de habitabilidade para os reclusos, com a criação de vários estabelecimentos prisionais de raiz e a construção de pequenas indústrias e escolas de formação para permitir que os reclusos no futuro possam ser inseridos mais facilmente na vida social.

Por sua vez, a ministra suíça agradeceu a assinatura do acordo, que qualificou como sendo de grande importância para os dois países.

Referiu que o documento traduzir-se-á numa base aprofundada de cooperação, "porque o tema da imigração é muito vasto e associa sempre outros e muitos deles podem levar-nos a ter uma cooperação bastante profícua".

Na óptica da governante suíça, quando se trata da questão da imigração ilegal tem que se ter também em conta que estas pessoas têm direito a consideração, porque têm uma certa dignidade.

"É de facto um desafio a imigração ilegal, mas não devemos descartar que estas pessoas devem merecer também um tratamento conveniente, embora entrando no nosso território de forma ilegal", frisou.